Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Institutos Nacionais de Ciência e Teconologia (INCTs) são 101 centros de pesquisa multicêntricos brasileiros. O objetivo desses centros é desenvolver a pesquisa e criar patentes para o país. O programa é conduzido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e diversas fundações de amparo à pesquisa estaduais (FAPESP, FAPEAM, FAPEMIG, FAPESC, FAPERJ e FAPESPA).[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 27 de novembro de 2008 o presidente do CNPq e ministro de ciência e tecnologia anunciaram a criação dos 101 INCTs, que receberiam a verba de 600 milhões de reais, o maior valor disponível para uma chamada pública para apoio à pesquisa no país. Os 101 INCTs foram selecionados a partir de edital sendo que a região Norte passou a sediar oito institutos, o Nordeste 14, o Centro-Oeste três, a região Sul 13 e o Sudeste 63.[1][2]

Os projetos estão distribuidos em 19 áreas consideradas estratégicas, como Biotecnologia, Nanotecnologia, Tecnologias da Informação e Comunicação, Saúde, Biocombustíveis, Energia Elétrica, Hidrogênio e Fontes Renováveis de Energia, Petróleo, Gás e Carvão Mineral, Agronegócio, Biodiversidade e Recursos Naturais, Amazônia, Semi-Árido, Mudanças Climáticas, Programa Espacial, Programa Nuclear, Defesa Nacional, Segurança Pública, Educação, Mar e Antártica e Inclusão Social.[2]

Objetivos[editar | editar código-fonte]

  • O Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia visa mobilizar e agregar os melhores grupos de pesquisa para impulsionar a pesquisa científica básica e fundamental, além de estimular o desenvolvimento de pesquisa científica e tecnológica de ponta, objetivando o desenvolvimento sustentável do país.
  • Criar ambientes atraentes e estimulantes para alunos talentosos de diversos níveis, do ensino médio ao pós-graduado. O Programa também se responsabilizará diretamente pela formação de jovens pesquisadores e apoiará a instalação e o funcionamento de laboratórios em instituições de ensino, instituições de pesquisa e empresas.
  • Proporcionar a melhor distribuição nacional da pesquisa científico-tecnológica, e a qualificação do país em áreas prioritárias para o seu desenvolvimento regional e nacional.
  • Estabelecer programas que contribuam para a melhoria do ensino de ciências e a difusão da ciência para o cidadão comum.[3]

Institutos[editar | editar código-fonte]

Os INCTs, separados por região, são:[4]

Região Centro-Oeste

  • INCT de Áreas Úmidas
  • INCT de Nanobiotecnologia do Centro-Oeste e Norte
  • INCT para Estudos Tectônicos

Região Norte

  • INCT Centro de Estudos Integrados da Biodiversidade Amazônica
  • INCT de Energias Renováveis e Eficiência Energética da Amazônia
  • INCT de Febres Hemorrágicas Virais
  • INCT de Geociências da Amazônia
  • INCT de Madeiras da Amazônia
  • INCT dos Serviços Ambientais da Amazônia
  • INCT em Biodiversidade e Uso da Terra da Amazônia
  • INCT para Adaptações da Biota Aquática da Amazônia

Região Nordeste

  • INCT de Biomedicina do Semi-Árido
  • INCT de Comunicações Sem Fio
  • INCT de Controle das Intoxicações por Plantas
  • INCT de Doenças Tropicais
  • INCT de Energia e Ambiente
  • INCT de Fotônica
  • INCT de Frutos Tropicais
  • INCT de Geofísica do Petróleo
  • INCT de Nanotecnologia para Marcadores Integrados
  • INCT de Transferência de Materiais Continente-Oceano
  • INCT em Salinidade
  • INCT para Engenharia de Software
  • INCT para Inovação Farmacêutica
  • INCT Virtual da Flora e dos Fungos

Região Sul

  • INCT da Criosfera
  • INCT de Avaliação de Tecnologias em Saúde
  • INCT de Catalise em Sistemas Moleculares e Nanoestruturados
  • INCT de Genética Médica Populacional
  • INCT de Hormônios e Saúde da Mulher
  • INCT de Toxicologia Aquática
  • INCT em Refrigeração e Termofísica
  • INCT em Tuberculose
  • INCT para a Fixação Biológica de Nitrogênio em Gramíneas
  • INCT para Convergência Digital
  • INCT para Diagnósticos em Saúde Pública
  • INCT para Excitotoxicidade e Neuroproteção
  • INCT Translacional em Medicina

Região Sudeste

  • INCT Antártico de Pesquisas Ambientais
  • INCT das Doenças do Papilomavirus
  • INCT de Análise Integrada do Risco Ambiental
  • INCT de Astrofísica
  • INCT de Biofabricação
  • INCT de Biologia Estrutural e Bioimagem
  • INCT de Biotecnologia Molecular e Química Médica em Doenças Infecciosas
  • INCT de Células-Tronco em Doenças Genéticas
  • INCT de Ciência Animal
  • INCT de Controle Biorracional de Insetos Pragas
  • INCT de Educação, Desenvolvimento Econômico e Inclusão Social
  • INCT de Eletrônica Orgânica
  • INCT de Energia Elétrica
  • INCT de Entomologia Molecular
  • INCT de Estruturas Inteligentes em Engenharia
  • INCT de Estudos da Metrópole
  • INCT de Fármacos e Medicamentos
  • INCT de Fisiologia Comparada
  • INCT de Fotônica para Comunicações Ópticas
  • INCT de Genômica para Melhoramento de Citros
  • INCT de Informação Genético-Sanitária da Pecuária
  • INCT de Informação Quântica
  • INCT de Inovação em Doenças Negligenciadas
  • INCT de Investigação em Imunologia
  • INCT de Matemática
  • INCT de Medicina Molecular
  • INCT de Nano-Biofarmacêutica
  • INCT de Nanodispositivos Semicondutores
  • INCT de Nanomateriais de Carbono
  • INCT de Obesidade e Diabetes
  • INCT de Oncogenômica
  • INCT de Óptica e Fotônica
  • INCT de Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento
  • INCT de Processos Redox em Biomedicina
  • INCT de Psiquiatria do desenvolvimento para Crianças e Adolescentes
  • INCT de Reatores Nucleares Inovadores
  • INCT de Semioquímicos na Agricultura
  • INCT de Sistemas Complexos
  • INCT de Sistemas Embarcados Críticos
  • INCT de Sistemas Micro e Nanoeletrônicos
  • INCT de Técnicas Analíticas para Exploração de Petróleo e Gás
  • INCT do Bioetanol
  • INCT do Café
  • INCT do Sangue
  • INCT dos Hymenoptera Parasitóides da Região Sudeste Brasileira
  • INCT em Células-Tronco e Terapia Celular
  • INCT em Ciência da Web
  • INCT em Dengue
  • INCT em Engenharia da Irrigação
  • INCT em Interações Planta-Praga
  • INCT em Medicina Assistida por Computação Científica
  • INCT em Metrologia das Radiações na Medicina
  • INCT em Toxinas
  • INCT Espaço Urbano e Gestão em Segurança Pública
  • INCT Observatório das Metrópoles
  • INCT para a Web
  • INCT para Controle do Câncer
  • INCT para Mudanças Climáticas
  • INCT para o Desenvolvimento de Vacinas
  • INCT para o Estudo dos Estados Unidos
  • INCT para Pesquisa Translacional em Saúde e Ambiente na Região Amazônica
  • INCT para Políticas Públicas do Álcool e Outras Drogas
  • INCT Recursos Minerais, Água e Biodiversidade
  • INCT sobre Comportamento, Cognição e Ensino
  • INCT sobre Violência, Democracia e Segurança Cidadã

Referências

  1. a b Geraque, Eduardo. "101 novos institutos ganham R$ 553 milhões". Folha Online, 28/11/2008. http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u472809.shtml
  2. a b "CNPq anuncia os 101 Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia aprovados com investimento de R$ 600 milhões". CNPq - Sala de Imprensa. http://www.cnpq.br/saladeimprensa/noticias/2008/1127.htm
  3. Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia: Apresentação http://www.cnpq.br/programas/inct/_apresentacao/apresentacao.html
  4. Geraque, Eduardo. "Veja a lista completa dos institutos nacionais de ciência e tecnologia" Folha Online, 28/11/2008. http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u472540.shtml

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]