Instrumentação cirúrgica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Instrumentação cirúrgica é uma profissão de curso livre, no Brasil, em que o profissional tem a função de ajudar o cirurgião no ato cirúrgico.

A instrumentação cirúrgica nasce no Século XX foi o período de maior crescimento nas cirurgias e conseqüentemente do papel do instrumentador cirúrgico. Com esse crescimento tornou-se necessário profissionais mais qualificados. Surgindo assim, escolas formadora de profissionais. Surgindo nesta época escolas de Técnicos em instrumental cirúrgicos em Nice na França, datado em 1954. Essas escolas tinham como objetivo preparar os profissionais para a evolução cirúrgica, isto é, tempos cirúrgicos, materiais para cada especialidade entre outras atividades cirúrgicas.

É necessário que o estudante de instrumentação cirúrgica - o futuro profissional conheça os instrumentais, tempos cirúrgicos, anatomia e muitas outros conhecimentos da área da saúde, que auxilie mais os cirurgiões além de somente passar os instrumentais necessários para o ato cirúrgico.

Portanto, dentre as inerentes funções, a sua principal responsabilidade é com os instrumentos cirúrgicos e o ato cirúrgico em si. Seu objetivo maior, assim como de toda a equipe cirúrgica, é a qualidade e segurança do procedimento cirúrgico, atendendo ao cliente com maior eficácia e eficiência.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma profissão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.