InterUNESP

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Inter (antigo InterUnesp) é considerado o maior torneio universitário da América Latina. É promovido entre os campi da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e que combina competições esportivas, festas e apresentações musicais durante quatro dias. O evento é organizado por membros das Atléticas de unidade da Unesp espalhada pelo estado.

O InterUnesp tem como principal objetivo promover a prática esportiva dentro das unidades, incentivando os estudantes a treinarem e praticarem regularmente atividades esportivas. São disputados jogos de diversas modalidades em que os atletas devem estar regularmente matriculados e em dia com a instituição que representa. Os jogos são realizados em quadras cedidas pela prefeitura da cidade sede, assim como os locais de alojamento que geralmente são em escolas municipais e estaduais. Apesar de se tratar de uma competição esportiva, fora das quadras, o InterUnesp se caracteriza pela enorme união e integração entre os alunos da universidade.

A escolha da cidade-sede dos jogos é feita através de uma eleição onde as Atléticas interessadas apresentam sua candidatura de cidade sede. São apresentadas à Liga toda a infra-estrutura para a realização dos jogos e então é feita uma eleição onde cada Atlética possui voto. Em 2015 foi realizado na cidade de Araraquara e contou com quase 50.000 pessoas no evento.

História[editar | editar código-fonte]

Os jogos InterUNESP foram inicialmente criados pela reitoria da universidade em meados dos anos 1970 e eram chamados de “Jogos Unesp”. Foram reelaborados pelo recém-criado DCE "Helenira Rezende" no congresso do qual emergiu a entidade em 1983 - que deles participou da organização conjuntamente com a Reitoria em 1985, tendo esta última se encarregado dos jogos a partir de 1986. No final da década de 1990, mais precisamente em 1998, a reitoria suspendeu os "Jogos Unesp" por motivos até então desconhecidos. Durante dois anos não houve a realização dos jogos. Em 2000 alguns membros das principais Atléticas existentes na época cansaram de esperar a reitoria e decidiram por conta própria organizar os jogos. E foi em 2001 a primeira edição dos jogos, sendo que as atléticas de Araraquara, Bauru, Botucatu, Franca, Guaratinguetá, Ilha Solteira, Presidente Prudente e Rio Claro foram responsáveis pela fundação do InterUNESP como é conhecido hoje.[1]

Desde então o evento é organizado por alunos da UNESP, desde a escolha da empresa de festas até a forma de como serão as disputas. As Atléticas se responsabilizam ainda pela organização de cada campus, desde a venda dos pacotes de festa até a organização do alojamento na cidade sede e, é claro, na formação das equipes que a representarão nas disputas.[1]

Sedes[editar | editar código-fonte]

Edições[editar | editar código-fonte]

Ano InterUNESP Ano InterUNESP
Cidade-Sede Cidade-Sede
2001 I Botucatu 2011 XI Marília
2002 II Araraquara 2012 XII Jaboticabal
2003 III Guaratinguetá 2013 XIII Assis
2004 IV Jaboticabal 2014 XIV Botucatu
2005 V Ilha Solteira 2015 XV Araraquara
2006 VI Araraquara 2016 XVI P. Prudente
2007 VII Franca 2017 XVII Bauru
2008 VIII Rio Claro
2009 IX Assis
2010 X Araraquara

Cidades-sedes[editar | editar código-fonte]

Cidade-Sede Quantidade Ano(s)
Araraquara 4 2002 - 2006 - 2010 - 2015
Assis 2 2009 - 2013
Botucatu 2 2001 - 2014
Jaboticabal 2 2004 - 2012
Franca 1 2007
Guaratinguetá 1 2003
Ilha Solteira 1 2005
Marília 1 2011
Rio Claro 1 2008
P. Prudente 1 2016
Bauru 1 2017

Atléticas[editar | editar código-fonte]

Hoje participam 23 campi (Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Botucatu, Dracena, Franca, Guaratinguetá, Ilha Solteira, Itapeva, Jaboticabal, Marília, Ourinhos, Presidente Prudente, Registro, Rio Claro, Rosana, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Vicente, Sorocaba e Tupã) separados em duas divisões, sendo a primeira com 12 participantes e a segunda com 11. A permuta ocorre entre os dois primeiros colocados da Segunda Divisão com os dois últimos da Primeira Divisão.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Quadro Geral[editar | editar código-fonte]

Ano 1ª DIVISÃO 2ª DIVISÃO CAMPEÕES - DESAFIO DAS BATERIAS*
Campeão Geral Vice-Campeão Terceiro colocado Campeão Vice-Campeão Grupo Especial Grupo de Acesso
2001 Botucatu Bauru Presidente Prudente --- --- --- ---
2002 Bauru --- ---
2003 Bauru Guaratinguetá --- ---
2004 Presidente Prudente --- ---
2005 Bauru e Presidente Prudente** --- Ilha Solteira --- ---
2006 Bauru Presidente Prudente Rio Claro Sorocaba --- ---
2007 Bauru Presidente Prudente Rio Claro Araçatuba Marília Franca ---
2008 Presidente Pudente Rio Claro Bauru Guaratinguetá Ilha Solteira Bauru ---
2009 Bauru Rio Claro Presidente Prudente Franca Sorocaba Bauru ---
2010 Rio Claro Presidente Prudente Bauru Araraquara S. J. Rio Preto Botucatu ---
2011 Bauru Presidente Prudente Rio Claro Tupã Franca S. J. Rio Preto
2012 Bauru Presidente Prudente Rio Claro Araçatuba Registro Franca Araraquara
2013 Bauru Presidente Prudente Rio Claro Ilha Solteira Franca S. J. Rio Preto Araçatuba
2014 Bauru Presidente Prudente Botucatu Jaboticabal Sorocaba Ilha Solteira Marília
2015 Presidente Prudente Bauru Rio Claro Marília Assis Ilha Solteira e S. J. Rio Preto Rio Claro
2016 Presidente Prudente Bauru Rio Claro Araçatuba Itapeva S. J. Rio Preto Presidente Prudente
2017 Presidente Prudente Bauru Rio Claro Marília Tupã ---*** ---

*O Desafio de Baterias surgiu em 2007 com a participação de 17 baterias universitárias, e 7 equipes de cheerleaders, dos campus da UNESP. [1] Em 2010 o Desafio da Bateria contava com uma novidade: foi a primeira classificatória para que passasse a ser dividido em Divisões (Grupo Especial e Grupo de Acesso), sendo que apenas os dez primeiros colocados fariam parte do Grupo Especial em 2011.[2]

**O título de Campeão Geral de 2005 é compartilhado devido a uma confusão na contagem de pontos, e concordância entre as Atléticas das respectivas cidades.

***Não houve apuração do desafio de baterias em 2017 devido ao mal tempo que interrompeu o evento e assim por decisão das baterias foi acordado que não haverá apuração para este ano.

Títulos por Campus (Jogos)[editar | editar código-fonte]

Pos. Campus 1ª DIVISÃO 2ª DIVISÃO
1º Lugar 2º Lugar 3º Lugar 1º Lugar 2º Lugar
Bauru 10 (2002, 2003, 2005*, 2006, 2007,

2009, 2011, 2012, 2013, 2014)

4 (2001, 2015, 2016,2017) 2 (2008, 2010)
Presidente Prudente 6 (2004, 2005, 2008, 2015, 2016, 2017) 7 (2006, 2007, 2010, 2011,

2012, 2013, 2014)

2 (2001, 2009)
Rio Claro 1 (2010) 2 (2008, 2009) 8 (2006, 2007, 2011, 2012,

2013, 2015, 2016, 2017)

Botucatu 1 (2001) 1 (2014)
Ilha Solteira --- 1 (2005) 1 (2013) 1 (2008)
Araçatuba --- 3 (2007, 2012, 2016)
Sorocaba --- 1 (2006) 2 (2009, 2014)
Franca --- 1 (2009) 1 (2013)
Marília --- 2 (2015, 2017) 1 (2007)
10º Araraquara --- 1 (2010)
10º Guaratinguetá --- 1 (2003) 1 (2008)
10º Jaboticabal --- 1 (2014)
10º Tupã --- 1 (2011) 1 (2017)
14º Assis --- 1 (2015)
14º Itapeva 1 (2016)
14º Registro --- 1 (2012)
14º S. J. Rio Preto --- 1 (2010)

* Possuem o título de Campeão Geral de 2005 compartilhado após confusão na contagem de pontos, e concordância entre as Atléticas das respectivas cidades.

Títulos por Campus (Desafio das Baterias)[editar | editar código-fonte]

Pos Campus BATERIA GRUPO ESPECIAL GRUPO DE ACESSO
Rio Preto Psicoteria 3 (2013, 2015, 2016) 1 (2011)
Franca Sapateria 3 (2007, 2011, 2012) ---
Bauru Naumteria 2 (2008, 2009) ---
Ilha Solteira Batera do Inferno 2 (2014, 2015) ---
Botucatu Bombateria 1 (2010) ---
Araraquara Fúria Capilar --- 1 (2012)
Araçatuba Surubateira --- 1 (2013)
Marília Xoxoteria --- 1 (2014)
P. Prudente Furiosa --- 1 (2016)
Rio Claro Porcaria --- 1 (2015)

Edições[editar | editar código-fonte]

1ª Edição – Botucatu 2001[editar | editar código-fonte]

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Botucatu, seguido por Bauru e o terceiro colocado a Unesp de Presidente Prudente.

2ª Edição – Araraquara 2002[editar | editar código-fonte]

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru.

3ª Edição – Guaratinguetá 2003[editar | editar código-fonte]

O InterUNESP 2003 aconteceu em Guaratinguetá de 4 a 7 de setembro. Contou com a presença de mais de 3 mil alunos de 14 campi da Unesp (Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Botucatu, Franca, Guaratinguetá, Ilha Solteira, Jaboticabal, Marília, Presidente Prudente, Rio Claro, São José do Rio Preto e São Vicente) que disputaram as mais diversas modalidades. Show com a Banda Turanga do Campus de Guaratinguetá.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru, sendo o vice-campeão a cidade-sede Guaratinguetá.

4ª Edição – Jaboticabal 2004[editar | editar código-fonte]

O InterUNESP 2004 ocorreu na cidade de Jaboticabal de 9 a 12 de outubro.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Presidente Prudente.

5ª Edição – Ilha Solteira 2005[editar | editar código-fonte]

O InterUNESP 2005 ocorreu na cidade de Ilha de Solteira de 1 a 4 de outubro e contou com as apresentações de Velhas Virgens, Matrakaloka, Isla Cogumelo, Top Dj, Dj Hilton Maia, Planta e Raiz, Farofa Carioca, Patrões, Dj doctor, Batom na Cueca, Cascabum.

Após a contagem de pontos a 1ª colocação dos Jogos foi dada para a Unesp de Bauru. Posteriormente a contagem foi refeita indicando vitória de Presidente Prudente. Através de um acordo entre as duas Atléticas ficou definido que o título seria dividido sendo portanto os Campeões Gerais dos Jogos a Unesp de Presidente Prudente juntamente com a Unesp Bauru.

6ª Edição – Araraquara 2006[editar | editar código-fonte]

O InterUNESP 2006 ocorreu na cidade de Araraquara de 7 a 10 de setembro e contou com as apresentações de Jorge Ben Jor, Trio Virgulino, URV, Dj Akasha, Funk como Le Gusta, Bartucada, Regaço, Dj Sam Miura.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru.

7ª Edição – Franca 2007[editar | editar código-fonte]

O InterUNESP 2007 ocorreu na cidade de Franca de 15 a 18 de novembro. Contou com as apresentações de Jammil, Tati Romero, João Licas e Matheus, Frei Caneca, Dj Yasser, Dj Marco Molina, Teatro Mágico, Viva Noite, Capim Gordura, Cambaio, Dj Ednei, Dj Angelo Lima, Batcaverna, URV, Velhas Virgens, Soul Marley, Dj Gustavinho e Dj Alemão.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru, seguida pela Unesp de Presidente Prudente.

8ª Edição – Rio Claro 2008[editar | editar código-fonte]

O InterUNESP 2008 ocorreu na cidade de Rio Claro de 20 a 23 de novembro e contou com as apresentações de Monobloco, URV, Barbahala, Trio dá Nada, Rica Amaral, Taty Aguiar, Vanessa Bill, Planta e Raiz, Tom e Arnaldo, Tati Romero, Sam Miura, The Ladies, Audrey, EVA, Cascabum, Neandersound, Dj Denis, Rodrigo Leal, E.Lise e Rosa Ventura.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Presidente Prudente, seguida pela Unesp Rio Claro e Bauru.

9ª Edição – Assis 2009[editar | editar código-fonte]

De 9 a 12 de outubro ocorreram os jogos universitários InterUNESP. Participaram das competições estudantes dos campi de Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Botucatu, Dracena, Franca, Guaratinguetá, Ilha Solteira, Itapeva, Jaboticabal, Marília, Ourinhos, Presidente Prudente, Rio Claro, São José do Rio Preto, São Vicente, Sorocaba e Tupã, separados em duas divisões, sendo a primeira com 11 participantes e a segunda, com 8. No Parque de Exposições Jorge Alves de Oliveira ocorreram apresentações de: Tati Romero, Batucada, É Nóis Queiroz, Leões de Israel, Live Style Live, Tom e Arnaldo, Babado Novo, Sotaque Paulista, Velhas Virgens, Noronha & Dupre Live + ExotiK Live, MC Sapão, Cascabum, Fred Sum Walk & Dog Brothers, Barbahalla, DJ Feio e Mad Hatter Live.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru, seguida pela Unesp de Rio Claro e Presidente Prudente.

10ª Edição – Araraquara 2010[editar | editar código-fonte]

Entre os dias 9 e 12 de outubro foram disputados por 3.200 atletas na cidade de Araraquara, o 10º InterUNESP com 12 modalidades esportivas como atletismo, basquete, futsal, futebol de campo entre outras. Pela primeira vez foi conhecido um novo campeão dos jogos: Rio Claro, já que nesta edição não houve a alternância entre Bauru e Prudente. Em segundo lugar ficou Presidente Prudente e em terceiro Bauru. O InterUNESP alcançou as expectativas dos organizadores reunindo em 4 dias de evento mais de 50 mil pessoas[2]. Ocorreram em paralelos aos jogos apresentações musicais tanto nas tendas como nas festas. Entre as atrações estavam: Camabaio, Carlos Henrique e Daniel, Primo e Pelado, DJ Bizo, Jana Lima, Diego e Alexandre, Lança Xote, Velhas Virgens, Sob Efeito, Monobloco, Cascabum, Barbahala, Sapato Baixo, Jorge Ben Jor, Tom & Arnaldo, Dona Zêfa, Punky Brewters, Batom na Cueca, Leões de Israel, Bartucada, É Nois Queiroz, Sun Walk & The Dog Brothers, Life Styl, Mack, Kill Your TV, Yosh, Dj Feio e Audio X.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Rio Claro, seguida pela Unesp de Presidente Prudente e Bauru.

11ª Edição – Marília 2011[editar | editar código-fonte]

Depois das eleições que ocorreram no início do ano, o campus de Marília foi o escolhido como sede dos jogos InterUNESP 2011. O evento ocorreu entre os dias 12 e 15 de novembro e foi marcado pela grande quantidade de chuva que caiu, principalmente durante as noites, e pelo lamaçal que se formou na tenda e na arena das festas noturnas. Teve como atrações principais, a banda Velhas Virgens, Molejo e a atração internacional Manu Chao. Bauru se sagrou campeão pela 8ª vez. Presidente Prudente ficou em segundo e Rio Claro em terceiro. CLASSIFICAÇÃO INTERUNESP 2011: 1º) Bauru 167 2º) Presidente Prudente 151 3º) Rio Claro 136 4º) Botucatu 79 5º) Araraquara 72 6º) Assis 65 7º) Guará 62 8º) Marília 57 9º) Rio Preto 43 10º) Jaboticabal 45 11º) Franca 40 12º) Ilha Solteira 30 (Caiu)

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru, seguida pela Unesp de Presidente Prudente e Rio Claro.

12ª Edição - Jaboticabal 2012[editar | editar código-fonte]

Pelas eleições que ocorreram no início de 2012, a cidade de Jaboticabal foi escolhida para ser a cidade-sede dos jogos que compõem a InterUNESP. O evento ocorreu entre os dias 15 e 18 de novembro e contou com atrações como Marcelo D2. Homem de Lata e Batom na Cueca. O campus de Bauru se sagrou campeão pela 9ª vez e, pela primeira vez, o campus de Ilha Solteira foi vice-campeão no desafio de baterias.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru (186) seguida pela Unesp de Presidente Prudente (177) e Rio Claro (151).

13ª Edição - Assis 2013[editar | editar código-fonte]

Em 2013 os jogos ocorreram na famosa terra do nunca, como é chamada a cidade de Assis (AX) pelos Unespianos, cidade típica por seu calor extremo durante o dia e frio congelante durante a noite, os Unespianos foram embalados por diversas bandas e top DJ's na tenda diurna, ao lado do principal ginásio da cidade, onde ocorreram grande partes das competições esportivas durante os quatro dias de evento; Já as festas noturnas aconteceram no recinto de exposições de Assis, embalados diversas banda como: Turma do Pagode, Planta e Raiz, Homem de Lata, Bonde do Tigrão, Banda EVA e muitas outras atrações que se apresentaram em três palcos diferentes, regados á muita bebida os Unespianos curtiram os três dias de festa noturna nos temas: Bata, Hippie e á Fantasia; No terceiro dia do grande evento, ocorre um evento a parte do InterUnesp, o Desafio de Baterias, 10 baterias disputam o título máximo da competição e outra 7 disputam o grupo de acesso, a bateria que levou a melhor não foi a Sapateria, nem a Naumteria, muito menos a Furiosa, o primeiro lugar ficou com a surpresa da competição Pisicoteria de Rio Preto e o vice novamente com a Batera do Inferno de Ilha Solteira, as rebaixada foram: a desfalcada Porcaria de Rio Claro e a embaraçosa Lobateria de Guaratinguetá, Já no grupo de acesso a bateria que levou a melhor foi a Surubateria de Araçatuba, com uma apresentação muito bem executada e em segundo lugar a Bateria Quebra-Galho de Tupã, compondo essas o grupo especial em 2014 e deixando a queridinha entre o público masculino Xoxoteria de Marília mais um ano no grupo de acesso; Durante todos os dias aconteceram disputas esportivas em várias praças esportivas da cidade, e os atletas embalados pela torcida de seu campus e na grande maioria pela bateria dão o máximo de si pra chegarem no domingo e último dia que fica destinado as finais esportivas onde pela 10º vez o campus de Bauru levou a melhor deixando o seu maior rival P. Prudente com o vice-campeonato novamente, e em terceiro lugar o campus de Rio Claro, e as atléticas que desceram para a segundona foram: Jaboticabal em 12º e Registo em 11º. Já na segunda divisão a atlética que voltou para a primeira divisão depois de três anos foi a do campus de Ilha solteira se consagrando campeão da segundona, seguido por Franca que também volta para a elite dos Jogos InterUnesp.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru (214) seguida pela Unesp de Presidente Prudente (202) e Rio Claro (146).

14ª Edição - Botucatu 2014[editar | editar código-fonte]

Em 2014 os jogos foram realizados entre 20 e 23 de novembro na terra do Saci, como é conhecida Botucatu, e foram marcados por um fim de semana chuvoso. O evento contou com atrações como Terra Celta e Marcelo D2, além de diversos DJ's regionais. A tenda diurna ficou numa avenida da cidade localizada ao lado do ginásio principal e as festas noturnas foram realizadas no recinto de festas do Shopping Botucatu. O desafio de baterias teve presença de enorme quantidade de unespianos e sagrou uma surpresa como campeã, a Batera do Inferno, da cidade de Ilha Solteira.

O Campeão Geral dos Jogos foi a Unesp de Bauru, conquistando seu 10º título. O vice foi a Unesp de Presidente Prudente e o terceiro colocado foi a Unesp de Botucatu.

15ª Edição - Araraquara 2015[editar | editar código-fonte]

Em 2015 os jogos retornam pela 4ª vez à cidade de Araraquara, que já havia sediado nos anos de 2002, 2006 e 2010. Ocorrendo entre os dias 30 de outubro e 02 de novembro, o evento contou com grande público, e com atrações nacionais como Anitta, Molejo, Skank, CPM22 e Falamansa. A concentração do InterUNESP ocorreu no entorno do Ginásio Municipal de Esportes Castelo Branco (conhecido como Gigantão) onde ocorreram as tendas e as festas noturnas no CEAR (Centro de Eventos de Araraquara e Região) e o Desafio das Baterias e alguns jogos no Ginásio Gigantão. Outras praças esportivas também foram utilizadas, como o Estádio Doutor Adhemar de Barros (Arena da Fonte - casa da Ferroviária), o complexo da Arena da Fonte, o Ginásio Guilherme Fragoso Ferrão (Ginásio da Pista) entre outros. Com grande participação dos unespianos, A Batera do Inferno de Ilha Solteira e a Psicoteria de São José do Rio Preto empataram no primeiro lugar e sagraram-se campeãs do Grupo Principal.

Os jogos também foram marcados pela ilustre participação do campus de São José dos Campos considerado por muitos como a Unesp mais irritante de todas e afirmando uma rivalidade com o campus de Tupã sendo essa a maior do grupo de acesso.

Apesar de terem roubado, contratando atletas profissionais para jogarem como se fossem estudantes, Presidente Prudente foi o Campeão Geral dos Jogos. A LIGA deu a merecida punição ao campus, mas mesmo assim eles ganharam, já que se sofressem punição mais severa, não poderiam sediar o evento em 2016. Dessa forma, o então vice sagrou-se tetracampeão, interrompendo uma sequência de 4 títulos seguidos de Bauru, que ficou com o vice-campenato, e Rio Claro completando o pódio no terceiro lugar. Araçatuba e Sorocaba foram rebaixadas, dando lugar nos Jogos de 2016 às Unesp de Marília (campeã da 2ª divisão) e Assis (vice-campeã da 2ª divisão).

16ª Edição - Presidente Prudente 2016[editar | editar código-fonte]

Em 2016 os jogos, pela primeira vez, foram sediados por Presidente Prudente. Ocorrido entre os dias 12 e 15 de novembro, o evento teve a presença de atrações como É O Tchan, Detonautas, Gabriel O Pensador, Thiaguinho, Terra Celta e Planta e Raiz. Tanto as tendas quanto as festas noturnas ocorreram no Recinto de Exposições Jacob Tosello (onde ocorre a Expo Prudente anualmente).

A Unesp de Presidente Prudente, novamente, sagrou-se Campeã Geral dos Jogos, tornando-se pentacampeã e a primeira Unesp a conquistar o título geral dentro de sua própria cidade. A Unesp de Bauru ficou com o vice-campeonato, seguida por Rio Claro e São José do Rio Preto (terceiro e quatro lugares, respectivamente). Jaboticabal e Marília foram rebaixadas, enquanto Araçatuba (campeã da divisão de acesso) e Itapeva subiram à primeira divisão dos jogos de 2017[3].

17ª Edição - Bauru 2017[editar | editar código-fonte]

Em 2017, Bauru sediou o Inter pela 1° vez. Presidente Prudente foi a campeã. Foi marcado pelo descaso da organização, que ameaçou cancelar uma das festas noturnas por causa da chuva e fez cordão para expulsar da tenda diurna horas mais cedo do fechamento desta.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]