Interfixo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Interfixo é o afixo[1] que ocorre entre duas formas de base [2] ou entre uma forma de base e um sufixo.[3] [4]

Semanticamente, os interfixos são vazios; têm um caráter meramente morfológico, com um papel funcional, sobretudo fonológico, evitando o aparecimento de hiatos ou preservando a identidade morfológica da base.[5]

Em português, os casos mais frequentes de interfixação ocorrem com as chamadas consoantes e vogais de ligação, como o z, em cafezinho; o i, em rabirruivo e fumívoro; o l, em tecelão e chaleira.[5][6]

Referências

  1. Observe-se que os interfixos não são referidos na Nomenclatura Gramatical Brasileira, nem na Nomenclatura Gramatical Portuguesa (revogada), que só registram dois tipos de afixos: os prefixos e os sufixos. A Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário (TLEBS), instituída pelo governo de Portugal e posteriormente suspensa para revisão, registra infixo, interfixo, prefixo e sufixo. Já o Dicionário Terminológico, resultante da revisão da TLEBS, registra somente prefixo, sufixo e interfixo, como tipos de afixo, ficando excluído o infixo.
  2. Forma de base ou simplesmente base é o constituinte morfológico (radical, tema ou palavra) que se pode juntar um afixo para formar um vocábulo (cf. Infopédia: base 9)
  3. Dicionário Houaiss: interfixo
  4. 'Infopédia: interfixo
  5. a b Rodrigues, Alexandra Soares et al. Gramática derivacional do português, 2ª ed. Imprensa da Universidade de Coimbra, 2016.
  6. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome filo


Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.