Intermediário reaccional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em química, um intermediário reaccional, também chamado de intermediário de reação, é uma espécie química, habitualmente de baixa estabilidade, que aparece e posteriormente desaparece no mecanismo de reacção. Não aparece nem na reacção global, nem na equação de taxa de reação.[1][2]

A maioria das reacções químicas são consecutivas (ou sucessivas), isto significa que para se completarem necessitam passar através de mais de uma etapa elementar. As espécies que são o produto de uma destas etapas e que se consomem numa etapa seguinte são os intermediários reaccionais.

Por exemplo, numa hipotética reacção consecutiva (ou sucessiva):

A + 2B → C + D + E,

cujo mecanismo seja o seguinte:

A + B → C + X
X → D + Y
B + Y → E,

as espécies X e Y são intermediários reaccionais.

Os intermediários reaccionais normalmente têm vida curta e são raramente isolados, sendo algumas vezes apenas postulados teoricamente.

Referências

  1. SOLOMONS, Graham; FRYHLE, Craig. Química Orgánica. Tradução da 10a edição americana, vols 1 e 2. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora S. A., 2012. 815p.
  2. BRUICE, Paula. Química Orgânica. Tradução da quarta edição. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006. 547p