Internetês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edit-delete-not encyclopedic3.svg
Este artigo ou partes de seu texto podem pode não ser de natureza enciclopédica. (desde fevereiro de 2015)
Justifique o uso dessa marcação e tente resolver essas questões na página de discussão.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Agosto de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Internetês é um neologismo (de: Internet + sufixo -ês) que designa a linguagem utilizada no meio virtual, em que "as palavras foram abreviadas até o ponto de se transformarem em uma única expressão, duas ou no máximo cinco letras", onde há "um desmoronamento da pontuação e da acentuação", pelo uso da fonética em detrimento da etimologia, com uso restrito de caracteres e desrespeito às normas gramaticais.[1]

Para Silvia Marconato, o internetês é uma "forma de expressão grafolinguística que explodiu principalmente entre adolescentes que passam horas na frente do computador no Orkut, Facebook, Twitter, Google+, Skype, Instagram, Badoo, WhatsApp, Ask.fm, YouTube, Reddit, Tumblr, e-mail, Viber, Snapchat em chats ou qualquer outras redes sociais, blogues e comunicadores instantâneos em busca de interação — e de forma dinâmica" e aponta que estudiosos veem aspectos positivos na simplificação do idioma nesta nova escrita.[2]

Estudiosos, como Eduardo Martins, apresentam reservas em relação ao uso dessa linguagem, observando que o "aprendizado da escrita depende da memória visual: muita gente escreve uma palavra quando quer lembrar sua grafia. Se bombardeados por diferentes grafias, muitos jovens ainda em formação tenderão à dúvida".[2]

Emoções[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Emoticon

As emoções humanas são em sua maioria expressas pelos emoticons.[2]

Estes símbolos escritos também são chamados smileys (em inglês, significando, literalmente, sorrisos), sendo substituídos por pequenos desenhos.

Nos emoticons, os olhos são representados pelos sinais de dois-pontos, ponto e vírgula, sinal de igualdade, algarismo do número oito ou ainda a letra xis, em caixa alta ou baixa. A boca pode ter os seguintes símbolos a representá-la: os parêntesis, os colchetes, asterisco, as barras normal e invertida e as letras , e em caixa alta. As risadas (são mais usadas nas redes sociais) são feitas escrevendo-se "Rs", "Kkk", "Ahaha", "Ehehe" ou apertando certas letras em uma ordem aleatória. As letras mais comuns são A, E, U, H e S, mas isso varia muito de pessoa para pessoa.

Exemplos de emoticons:

Emoticon textual Significado Resultado
:) =] =) felicidade, sorriso Alegre
:( =( :/ tristeza, decepção Tristeza
:D =D xD sorriso Haha
8) óculos ou óculos escuros Face-glasses.svg
;) piscadela Wink.png
:* =* beijo beijo
:x =X boca fechada (segredo) ou insatisfeito Estou calado!
:o =O cara de surpreso Face-surprise.svg
:~( T.T Y.Y ='( :'( lágrimas Lágrima
sz S2 <3 coração Amour
:B =B =3 :3 mostrando os dentes, geralmente
para expressar ironia

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. HAMZE, Amélia. «Internetês em visão pedagógica». Consultado em 12 de julho de 2008.. Cópia arquivada em 20 de Agosto de 2008 
  2. a b c MARCONATO, Silvia. «A revolução do internetês». in: Revista Língua. Consultado em 12 de julho de 2008.. Cópia arquivada em 2 de Setembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]