Interocepção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde maio de 2018).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

A interocepção, ou sensibilidade interoceptiva, pode ser descrita como o fenômeno através do qual o ser humano toma ciência de seu próprio status fisiológico ou patológico.[1] Por status fisiológico/patológico entende-se qualquer dado orgânico relevante, sendo exemplos a frequência cardíaca, a pressão arterial sistêmica, a temperatura corporal, a glicemia e mesmo sensações, sentimentos e emoções próprios do ser humano.[1][2][3]

A acurácia interoceptiva de um indivíduo poderia ser avaliada de diferentes maneiras, como através da análise de sua habilidade para, ao ser interrogado:

  • estimar verbalmente qual o valor de sua própria frequência cardíaca sem que o mesmo realize palpação de qualquer um de seus pulsos, analisando-se, então, o quanto este valor estimado verbalmente se aproximaria do valor revelado por um medidor de pulso ou monitor cardíaco
  • estimar verbalmente sua pressão arterial sistêmica, analisando-se, então, o quanto este valor estimado verbalmente se aproximaria dos valores aferidos pelo esfigmomanômetro
  • estimar verbalmente sua temperatura corporal, analisando-se, então, o quanto este valor estimado verbalmente se aproximaria do valor fornecido pelo termômetro
  • estimar o valor de sua glicemia, analisando-se, então, o quanto este valor estimado verbalmente se aproximaria do valor aferido por um hemoglicosímetro (medidor de glicemia capilar)


Inúmeros trabalhos têm estudado a capacidade interoceptiva de diferentes indivíduos, em diferentes cenários e com diferentes variáveis, com propostas de graduação de o quão interoceptivo pode ser cada ser humano. Nestas pesquisas, os sujeitos mais interoceptivos - com maior acurácia interoceptiva ou maior interoceptividade - seriam aqueles com capacidade para estimar verbalmente seus próprios dados orgânicos de forma mais precisa, quando suas estimativas verbais se aproximariam dos valores verificados pelos instrumentos apropriados.


Do ponto de vista das neuroanatomia e neurofisiologia, as propriedades da interocepção têm sido creditadas a diferentes estruturas, como aos córtex insular e córtex cingulado anterior.[1][4]


No campo da ciência, a interocepção pode ser considerada objeto de estudo da Ciência Interoceptiva.


  1. a b c Murphy J et al. Interoception and psychopathology: A developmental neuroscience perspective. Dev Cogn Neurosci 2017
  2. Koroboki E et al. Interoceptive awareness in essential hypertension. Int J Psychophysiol. 2010 Nov;78(2):158-62
  3. Vaitl D. Interoception. Biol Psychol. 1996 Jan 5;42(1-2):1-27
  4. «Interoception». Wikipedia. Consultado em 6 de maio de 2018