Intifada de Zemla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Intifada de Zemla
Parte da(o) Conflito do Saara Ocidental
Local El Aaiun, Saara Espanhol
Objetivos Independência do território
Características
  • manifestações
  • motins
Participantes do conflito
saarauís
Movimento para a Libertação de Saguia el Hamra e Wadi el Dhahab
governo espanhol

Intifada de Zemla (ou Rebelião de Zemla) é o nome usado para se referir aos distúrbios de 17 de junho de 1970, que culminou em uma repressão brutal pelas forças da Legião Espanhola no distrito de Zemla, El Aaiun, Saara Espanhol (atual Saara Ocidental).[1]

A repressão da manifestação de Zemla conduziria ao movimento anticolonial do Saara Ocidental a abraçar a luta armada. A organização nacionalista militante da Frente Polisário seria formada três anos depois. [2]

Referências

  1. Brief history : Since colonial times - Sandblast
  2. Camacho, Ana (11 de abril de 2008). «Terrorism and War in the Sahara». GEES