Invasion of the Body Snatchers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o filme com Donald Sutherland e Brooke Adams, veja Invasion of the Body Snatchers (1978).
Invasion of the Body Snatchers
Cartaz do filme
No Brasil Vampiros de Almas
Em Portugal A Terra em Perigo
 Estados Unidos
1956 •  p&b •  80 min 
Direção Don Siegel
Produção Walter Wanger
Roteiro Daniel Mainwaring
Richard Collins
Sam Peckinpah
Elenco Kevin McCarthy
Dana Wynter
Larry Gates
King Donovan
Carolyn Jones
Jean Willes
Ralph Dumke
Virginia Christine
Tom Fadden
Kenneth Patterson
Género ficção científica
horror
suspense
Música Carmen Dragon
Cinematografia Ellsworth Fredericks
Efeitos especiais Milt Rice
Edição Robert S. Eisen
Companhia(s) produtora(s) Walter Wanger Productions
Distribuição Estados Unidos Allied Artists Pictures
Brasil Continental Home Vídeo
Lançamento Estados Unidos 5 de fevereiro de 1956
Idioma inglês
Orçamento US$ 417 mil
Página no IMDb (em inglês)

Invasion of the Body Snatchers (prt: A Terra em Perigo[1]; bra: Vampiros de Almas[2][3][4][5]) é um filme estadunidense de 1956, dos gêneros horror e ficção científica, dirigido por Don Siegel, com roteiro de Daniel Mainwaring baseado no folhetim The Body Snatchers, de Jack Finney, publicado na revista Collier's em 1954.[6]

Este filme teria oficialmente dois remakes: Invasion of the Body Snatchers (1978), de Philip Kaufman, e Body Snatchers (1993), de Abel Ferrara.[4]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Os habitantes da pacata cidade (fictícia) de Santa Mira, na Califórnia, são pouco a pouco substituídos por duplicatas alienígenas (nascidos de enormes vagens) desprovidas de qualquer sentimento.[5] Quando um homem percebe o comportamento estranho das pessoas e descobre a substituição, ele passa a ser perseguido pelos clones e precisa encontrar um meio de derrotar os alienígenas.[3]

Por imposição dos produtores, este filme tinha, contra a vontade do diretor, um prólogo e uma conclusão, que seriam removidos das versões em DVD.[4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Dana Wynter é Becky Driscoll.
Nome Personagem
Kevin McCarthy Dr. Miles J. Bennell
Dana Wynter Becky Driscoll
Larry Gates Dr. Dan 'Danny' Kauffman
King Donovan Jack Belicec
Carolyn Jones Theodora 'Teddy' Belicec
Jean Willes Sally Withers
Ralph Dumke Nick Grivett
Virginia Christine Wilma Lentz
Tom Fadden Ira Lentz
Kenneth Patterson Stanley Driscoll
Guy Way Sam Janzek
Eileen Stevens Anne Grimaldi
Beatrice Maude Vovó Grimaldi
Jean Andren Eleda Lentz
Bobby Clark Jimmy Grimaldi
Everett Glass Dr. Ed Pursey
Dabbs Greer Mac Lomax
Pat O'Malley Carregador (não creditado)
Guy Rennie Proprietário do restaurante
Marie Selland Martha Lomax
Sam Peckinpah Charlie
Harry J. Vejar Transportador de casulo
Whit Bissell Dr. Hill
Richard Deacon Dr. Harvey Bassett
Frank Hagney Bit Part
Robert Osterloh Motorista da ambulância

Características[editar | editar código-fonte]

A descoberta dos "favos"

"Vampiros de Almas" foi a única incursão de Don Siegel na ficção científica. Não utilizou efeitos especiais, monstros, naves extraterrestres, armas cósmicas e cenas com mortes, apenas a força do roteiro, desenvolvendo um clima de paranoia apenas através do poder de sugestão. "Pois nunca uma obra de ficção científica foi tão tensa e claustrofóbica, nem nunca soube explorar tão bem as paranoias de uma sociedade como Vampiros de Almas".[7]

Grande parte dessa paranoia ainda era resquício do macartismo, que acabara dois anos antes,.[7] O filme registra a resistência do "amor" e da "individualidade", acima de tudo, nos personagens centrais de Dr. Miles Bennell (Kevin McCarthy) e Becky Driscoll (Dana Wynter), que lutam, de todas as formas, para não se tornarem "seres insensíveis". O roteirista Daniel Mainwaring, que fora um dos caçados pelo macartismo, deu à história a sua própria visão da paranoia que dominava os Estados Unidos da época.

Alguns críticos viram na obra uma metáfora de uma suposta infiltração comunista na sociedade, fruto da paranoia macartista que rondava o país.[5] O diretor Don Siegel nega as interpretações dadas à sua realização, tanto a que alega que o filme alerta contra o perigo do comunismo como a que cita a perseguição dos intelectuais pelo McCarthismo.[8]

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Ganhou
National Film Preservation Board
National Film Registry

Referências

  1. «A Terra em Perigo». Portugal: CineCartaz. Consultado em 9 de março de 2020 
  2. «Vampiros de Almas». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 9 de março de 2020 
  3. a b «Vampiros de Almas». Brasil: CinePlayers. Consultado em 9 de março de 2020 
  4. a b c EWALD FILHO, Rubens (2001). Guia de filmes DVD News. São Paulo (Brasil): NBO Editora. p. 374. 418 páginas. ISBN 8588772019 
  5. a b c STERNHEIM, Alfredo (ed.) (2002). Guia de vídeo e DVD 2002. São Paulo (Brasil): Nova Cultural. p. 692. 962 páginas. ISBN 8513011185 
  6. «Invasion of the Body Snatchers (1956)». American Film Institute. Consultado em 9 de março de 2020 
  7. a b «Seção Túnel do Tempo: Os Clássicos da Ficção Científica revisitados». EBAL. Cinemin (38): 38-39. 1987 
  8. Rubens Ewald Filho. «Vampiros de Almas» 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme de ficção científica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.