Inverno russo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O exército de Napoleão sendo fustigado pelo rigoroso inverno russo (1812).

Inverno russo ou soviético é a designação mais comum dada ao rigor do inverno verificado nas estepes ao norte da Ásia que representa grande parte do território da Rússia. Tem duração de cinco meses, iniciando em meados de novembro e se estendendo até o fim de março. É notório devido às baixas temperaturas, as dificuldades de transporte e sua importância em eventos militares ao longo da história da Rússia e do mundo. É também conhecido como o general inverno. O inverno russo é rigoroso, pois a localização da Rússia e a Sibéria, região da Rússia em que se vem muitas massas de ar polar, tornam o inverno da Rússia um dos mais gelados, em que muitas pessoas vivem, no mundo.

Importância histórica[editar | editar código-fonte]

Existem muitos historiadores que atribuem às péssimas condições do clima local várias vitórias do exército russo.

Vários historiadores justificam o inverno russo como o principal fator na derrota de Napoleão Bonaparte, no período que imperava na França. Pois o exército de Napoleão não conseguia aguentar o frio muito intenso, o que causou (por opção de Napoleão) a rendição e a derrota.

Destaca-se também a batalha de Stalingrado que influenciou o curso da Segunda Guerra Mundial. Pois a maioria do exército alemão sucumbiu sob o inverno russo, o que deu a vitória Rússia,na época,a União Soviética e a consequente derrota de Adolf Hitler no ano de 1943.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.