Invisibilidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
INVIS MIRROR.png

A invisibilidade consiste na característica de um objeto não ser visível, o que no caso dos seres humanos consistiria no fato da luz visível não ser absorvida nem refletida pelo objeto em questão. Tais objetos não são conhecidos na natureza e até hoje não foram criados de modo satisfatório pelos seres humanos, tratando-se assim de um tema muito explorado pela ficção científica.[1]

Estudos[editar | editar código-fonte]

A invisibilidade pode, ao menos do ponto de vista teórico, ser atingida com a ajuda de metamateriais,[2] ou seja, materiais que ao contrário de um buraco negro, repeleriam toda a matéria e energia, pois a luz que nos torna visíveis,[3] seria conduzida ao nosso redor e quando chegasse aos olhos das outras pessoas, elas não nos veriam. Mas há um porém. Se repelíssemos toda a luz, ele não entraria em nossos olhos e, por isso, estaríamos cegos.

A invisibilidade pública, segundo o Prof. Dr. Fernando Braga, é sustentada por motivações psicossociais, por antagonismos de classe mais ou menos conscientes. Ele explica em seu livro “HOMENS INVISÍVEIS” que o olhar personalizante, olhar de reconhecimento interpessoal, perde espaço para o olhar humilhante, olhar objetivante, olhar reificado e reificante. A invisibilidade pública é cegueira psicossocial, parece ser tanto mais automatizada quanto menor for o sentimento de comunidade que o cego tenha com o indivíduo que não foi visto. Parece haver mais consciência do cego sobre sua cegueira quanto maior for o grau de comunidade em que ele possa ingressar com quem ficou apagado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: invisível

Referências

  1. «Unveiling the first invisibility shield». Bonnier Corporation. Popular Science (em inglês). 269 (4). 132 páginas. 2006. ISSN 0161-7370. Consultado em 25 de março de 2014 
  2. Haas, Guilherme (4 de outubro de 2013). «5 aplicações de metamateriais iguais às capas de invisibilidade». Tecnomundo. Consultado em 25 de março de 2014 
  3. Kateb, George. Emerson and Self-Reliance. Rowman & Littlefield, 2002. pp. 73. ISBN 0742521451

Ligações externas[editar | editar código-fonte]