Iodo-129

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Iodo-129 (129I) é um radioisótopo de vida longa do iodo que ocorre naturalmente, mas também é de especial interesse no monitoramento e efeitos de produtos de fissão nuclear produzidos pelo homem, o qual serve tanto como traçante como potencial contaminante radiológico.

Formação e decaimento[editar | editar código-fonte]

129I é primariamente formado pela fissão urânio e plutônio em reatores nucleares. Quantidades significativas foram liberadas na atmosfera como resultado de testes de armas nucleares nos anos 1950 e 1960.

Também é produzido naturalmente em pequenas quantidades, devido à fissão espontânea de urânio natural, por espalação de raios cósmicos de níveis de traço de xenônio na atmosfera, e algo por múons de raios cósmicos atingindo telúrio-130.[1][2]

129I decai com uma meia-vida de 15,7 milhão de anos, com baixa energia beta e emissões de gama, a xenônio-129 (129Xe).[3]

Produto de fissão[editar | editar código-fonte]

129I é um dos 7 produtos de fissão de vida longa que é produzido em quantidades significativas. Seu rendimento é 0,706% por fissão (U-235).[4] Maiores proporções de outros isótopos de iodo como 131I são produzidos, mas devido a todos esses terem meias-vidas mais curtas, iodo em combustível nuclear exaurido resfriado consiste de aproximadamente 56 129I e 16 do único isótopo estável de iodo, 127I.


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Referências

  1. R. Edwards. Iodine-129: Its Occurrence in Nature and Its Utility as a Tracer. Science, Vol 137 (1962) pp. 851–853.
  2. Radioactives Missing From The Earth
  3. http://www.nndc.bnl.gov/chart/decaysearchdirect.jsp?nuc=129I&unc=nds, NNDC Chart of Nuclides, I-129 Decay Radiation, accessed 16-Dec-2012.
  4. http://www-nds.iaea.org/sgnucdat/c3.htm Cumulative Fission Yields, IAEA