Irineu Resende Guimarães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Irineu Resende Guimarães, OSB
Prior da Abadia de Notre-Dame de Tournay
Atividade Eclesiástica
Ordem Ordem de São Bento
Diocese Diocese de Tarbes e Lourdes
Mandato 23 de maio de 2010
até13 de fevereiro de 2013
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 13 de dezembro de 1985
Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brasil
por Alberto Etges
Dados pessoais
Nascimento Brasil Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brasil
3 de abril de 1959
Morte França Tarbes, Altos Pirineus, França
10 de outubro de 2015 (56 anos)
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Irineu Resende Guimarães OSB anteriormente conhecido como Padre Marcelo Rezende Guimarães (Rio Pardo, 3 de abril de 1959Tarbes, 10 de outubro de 2015), foi monge beneditino e educador pacifista, escritor e teólogo, doutor em Educação pela UFRGS, autor de diversos artigos e livros, cabendo destaque sua tese doutoral, "Educação para a Paz: sentidos e dilemas", publicado pela editora EDUCS. Nos seus últimos anos residiu na Abadia Notre Dame de Tournay, nos Altos Pirineus, França, e publicava mensalmente orações pela paz em seu blog, com traduções para 7 idiomas.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dedicado à religião, foi ordenado padre em 1985, ele assume uma paróquia e dá aulas de ensino religioso na Universidade, antes de se tornar o coordenador da Pastoral diocesana. De 1993 a 1996, ele passa um primeiro período no Mosteiro de Goiás. Ao voltar para sua diocese, ele se empenha convicto, junto com outros, no trabalho pela paz, e em 2003, ele defende uma tese de doutorado em educação. Nesses anos, ele foi o capelão de uma comunidade de monjas beneditinas que acabara de se implantar na sua diocese. Ao voltar para Goiás, em 2005, ele foi o Prior do Mosteiro de 2007 até o fechamento deste no final de 2009. Ele se juntou assim à comunidade de Tournay, da qual ele foi Prior de 2010 até 2013. Desde 2008, apareceram os primeiros sintomas da doença ELA. Foi um longo combate que o levou à dependência total que ele viveu em total entrega, continuando a trabalhar pela paz até o fim, através de seus escritos, através de múltiplos contatos e através da sua prece que dizia assim: “Eu ofereço a minha doença para que ela se torne paz no mundo”, numa fé sem falhas, ele fez suas as palavras de São Paulo (Romanos 8,28) “quando os homens amam a Deus, ele mesmo faz tudo contribuir para o seu bem”.

Enquanto educador pacifista ativo, deu voz a diversas iniciativas. "Em Santa Cruz do Sul, na década de 1990, fundou e coordenou a rede Em Busca da Paz, reunindo jovens de comunidades católicas da região em torno da causa pacifista, e liderou o Movimento de Direitos Humanos da cidade. Depois de mudar-se para Porto Alegre, no início dos anos 2000, passou a organizar movimentos como o Comitê Gaúcho Pelo Desarmamento, o Programa de Prevenção à Violência no Meio Escolar, a ONG Educadores Para a Paz e a Campanha Brasileira pelo Banimento de Minas Terrestres. Ainda em dedicação à causa, dom Irineu abriu uma nova perspectiva no campo acadêmico. Ingressou no mestrado em Educação da UFRGS e, diante da profundidade de sua pesquisa, passou direto ao doutorado, defendendo, em 2003, a primeira tese do país sobre educação para a paz. Lecionou e escreveu livros e dezenas de artigos nos quais aborda questões como não violência, resolução de conflitos e desarmamento. Ele tinha graduação em Teologia e em Filosofia".[2]


Nos últimos anos de sua vida, vivia com equipamentos que o ajudavam a respirar e se comunicava por meio de um computador comandado com o movimento dos olhos. Como a doença não lhe afetava o raciocínio, ele seguir produzindo. Além de escrever uma oração pela paz mensalmente em seu blog, redigiu o livro "Correspondência com Irene: Meditações sobre a Paz e a Não Violência"[3]

Formação[editar | editar código-fonte]

Nascido no sul do Brasil, Irmão Irineu viveu seus primeiros anos em  Porto Alegre, e de sua família cultivada ele recebeu uma educação marcada pelo espírito de abertura. Dom Irineu cursou quatro anos de arquitetura na UFRGS, após concluiu a Licenciatura em Filosofia - Nossa Senhora da Imaculada Conceição em 1981, graduação em Licenciatura em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul no ano de 1990 e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2003[4].

Obra[editar | editar código-fonte]

Livros sobre Educação para a Paz[editar | editar código-fonte]

GUIMARÃES, M. R. Aprender a educar para a paz: instrumental para capacitação de educadores em educação para a paz. Goiás: Editora Rede da Paz, 2006.

GUIMARÃES, M. R. Cidadãos do Presente: crianças e jovens na luta pela paz. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

GUIMARÃES, M. R. A new world is possible: ten good reasons to educate for peace, practice tolerance, promote interfaith dialogue, be in solidarity and promote human rights. London: World Association for Christian Communication, 2005.

GUIMARÃES, M. R. Educação para a paz: sentidos e dilemas. Caxias do Sul: Editora da Universidade de Caxias do Sul, 2005.

GUIMARÃES, M. R. Um novo mundo é possível: dez boas razões para educar para a paz, praticar a tolerância, promover o diálogo inter-religioso, ser solidário, promover os direitos humanos. São Leopoldo RS: Sinodal, 2004.

GUIMARÃES, M. R.; PINHEIRO, Leandro. Tribos nas trilhas da cidadania: histórias e guias para o voluntariado juvenil. 1. ed. Porto Alegre: ONG Parceiros Voluntários, 2004.

GUIMARÃES, M. R. (Org.). Cultura de paz: guia para a transformação social. São Paulo: Salesiana, 2004. 

Livros Teológicos[editar | editar código-fonte]

Rezende.; CARPANEDO, Penha.; FONSECA; Joaquim. Celebrando por ocasião da morte: subsídio para velório, última encomendação e sepultamento. São Paulo: Paulinas,2011.(OBSERVAÇÃO: Este é o único livro assinado com o nome de Irineu, todos os, demais são assinados como Marcelo.)

GUIMARÃES, M. R.; LIMA, Julio Cesar de. Celebrações e orações pela paz. São Paulo: Paulinas, 2005.

GUIMARÃES, M. R.; CARPANEDO, Penha. Dia do Senhor: guia para as celebrações das comunidades: ciclo pascal ABC. 2. ed. São Paulo: Paulinas, 2004.

GUIMARÃES, M. R.; CARPANEDO, Penha. Dia do Senhor: guia para as celebrações das comunidades: ciclo do Natal ABC. São Paulo: Paulinas; Apostolado Lirtúrgico, 2002.

GUIMARÃES, M. R.; CARPANEDO, Penha. Dia do Senhor: guia para as celebrações das comunidades: tempo comum, ano A. 2. ed. São Paulo: Paulinas; Apostolado Litúrgico, 2004.

GUIMARÃES, M. R.; CARPANEDO, Penha. Dia do Senhor, guia para as celebrações das comunidades: tempo comum, ano B. São Paulo: Paulinas, 2003.

GUIMARÃES, M. R.; CARPANEDO, Penha. Ofício da novena do Natal. São Paulo: Paulinas; Apostolado Litúrgico, 2002.

GUIMARÃES, M. R.; SOUZA, M. B. O novo catecismo: a oração cristã. 1. ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

GUIMARÃES, M. R.; SOUZA, M. B. A oração cristã: conversando com o catecismo sobre oração. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995. 96p. (Col. Novo catecismo, subsídios para estudo)

GUIMARÃES, M. R. Conversando com os pais e mães da Igreja. Petrópolis: Vozes, 1994.

GUIMARÃES, M. R.; GORGEN, S. Ensino social da Igreja: desafio às comunidades. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1992.


Cronologia[editar | editar código-fonte]

  • 03/04/1959 – Nascimento, em Rio Pardo-RS, no Hospital dos Passos, às 0h15min, quarto filho de Lêda Rezende Guimarães e João de Alencastro Guimarães.
  • 03/04/1959 – Registrado no Livro de Assentamentos de Nascimento A/24, folhas 498, número 19.782, do Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais, de Rio Pardo, RS, sendo João de Alencastro Guimarães declarante e testemunhas, Mario de Andrade Neves Meirelles e Cláudio Anibal Pereira Rêgo Ferreira.
  • 11/04/1959 – Batismo, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pardo, por Pe. Erno José Birck, sendo padrinhos Maria Vieira Cardoso e Armando Cardoso.
  • 24/04/1960 – Crisma, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pardo, por D. Alberto Frederico Etges, sendo padrinho Hugo Rezende Guimarães.
  • 1964 – Jardim de Infância, Grupo Escolar Argentina, Porto Alegre.
  • 1965 – Primeiro Ano do Curso Primário, Escola Estadual Dom Diogo de Souza, Porto Alegre.
  • 1966-1969 – Segundo ao Quinto Ano do Curso Primário, Grupo Escolar Othelo Rosa, Porto Alegre.
  • 28/07/1967 – Primeira Comunhão, realizada na Igreja de Nossa Senhora Conceição, por Mons. Elio Pereira.
  • 1970-1972 – Primeira à Terceira Série do Curso Ginasial, Colégio de Aplicação, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 13/05/1973 – Atropelamento e interrupção dos estudos.
  • 1973 – Oitava Série do Ensino Fundamental, Colégio de Aplicação, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 1974-1976 – Curso Colegial, Colégio de Aplicação, da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 1977 – Ingresso na Faculdade de Arquitetura, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 01/03/1979 – Ingresso no Seminário Maior Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Viamão, RS.
  • 19/12/1981 – Colação de Grau de Licenciado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Viamão, RS.
  • 03/07/1983 – Rito de Admissão às ordens, na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, Estância Mariante, RS.
  • 18/12/1983 – Rito do Leitorado, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pardo, por D. Alberto Frederico Etges.
  • 02/09/1984 – Rito do Acolitado, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, Santa Cruz do Sul, por D. Alberto Frederico Etges.
  • 07/07/1985 - Ordenação diaconal, por Dom Alberto Etges, na Capela..., Paroquia Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pardo.
  • 13/12/1985 - Ordenação presbiteral, por Dom Alberto Etges, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pardo.
  • 15/12/1985 – Primeira missa solene, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, em Rio Pardo.
  • 1986-1987 – Vigário Paroquial da Catedral São João Batista, de Santa Cruz do Sul;
  • 1988-1991 – Coordenador Diocesano de Pastoral, Diocese de Santa Cruz do Sul;
  • 12/01/1990 – Colação de Grau de Licenciado em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 1992 – Diretor do Centro Diocesano de Pastoral no Mundo do Trabalho
  • 27/11/1992 – Ingresso no Mosteiro da Anunciação do Senhor, Goiás, GO.
  • 07/02/1993 – Inicio do Noviciado, no Mosteiro da Anunciação do Senhor, Goiás, GO.
  • 02/02/1995 – Profissão Monástica Temporária, nas mãos de Dom Marcelo de Barros Souza, no Mosteiro da Anunciação do Senhor, Goiás, GO.
  • 10/1995 – Partida do Mosteiro.
  • 1996-2001 – Assessor da Rede Em Busca da Paz, Santa Cruz do Sul.
  • 1997-2001 – Capelão do Mosteiro da Santíssima Trindade, Santa Cruz do Sul.
  • 1999 – Ingresso no Programa de Pos-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 23/01/2003 – Defesa de Tese de Doutorado em Educação, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS.
  • 2003-2005 – Professor nos Cursos de Pedagogia e Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Campus de Viamão.
  • 23/12/2005 – Reingresso no Mosteiro da Anunciação do Senhor, Goiás, GO.
  • 08/04/2007 – Renovação da Profissão Monástica, Abadia Notre Dame de Tournay, França, recebendo o nome monástico de Irineu.
  • 19/04/2007 – Prior do Mosteiro da Anunciação do Senhor, Goiás, GO.
  • 27/04/2008 – Profissão Monástica Solene e Consagração Monacal, nas mãos de Dom Joel Chauvelot, no Mosteiro da Anunciação do Senhor, Goiás, GO.
  • 16/11/2009 – Chegada em França.
  • 23/05/2010 – Prior da Abadia Notre Dame de Tournay.
  • 13/02/2013 – Resignação como prior.
  • 10/10/2015 - Falecimento em Tarbes, França, decorrência de anos do desenvolvimento de Esclerose Lateral Amiotrófica. Sepultamento dia 12 na Abadia de Tournay, França.[5]

Referências

  1. Dom Irineu Rezende Guimarães, [1], Prier pour la Paix, 5 jan. 2015
  2. «Zero Hora. Obituário. Autoria de Leandro Fontoura». 13 de outubro de 2015 
  3. Leandro Fontoura (13 de outubro de 2015). «Morre o Educador Pacifista Dom Irineu Rezende Guimarães». Zero Hora. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  4. Marcelo Rezende Guimarães; [2], Currículo na Plataforma Lattes
  5. Daniel Manzi. «Páscoa de Dom Irineu, incansável arauto da Paz do Evangelho!». CIMBRA. Consultado em 26 de abril de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa religiosa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.