Irmãos de Itália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Irmãos de Itália
Fratelli d'Italia
Líder Giorgia Meloni
Fundação 2012
Sede Roma,  Itália
Ideologia Nacionalismo italiano
Conservadorismo
Eurocepticismo
Espectro político Direita
Publicação La Gazzetta Tricolore
Ala jovem Gioventù Nazionale
Antecessor O Povo da Liberdade (cisão)
Membros  (2014) 50.000
Cores Azul

Irmãos de Itália (em italiano: Fratelli d'Italia, FdI), cujo nome oficial é Irmãos de Itália-Aliança Nacional (em italiano: Fratelli d'Italia-Alleanza Nazionale, FdI-AN) é um partido político italiano.

O Irmãos de Itália foi fundado em 2012 por membros do partido O Povo da Liberdade que se opunham ao governo de Mario Monti e, também se opunham à União Europeia[1].

É um partido de ideologia nacionalista[2], conservadora e eurocéptica[3].

Concorreu às eleições legislativas italianas de 2013, dentro da coligação de centro-direita liderada por Silvio Berlusconi. Os seus resultados finais rondaram os 2%, suficientes para eleger 9 deputados[4].

Nas eleições europeias de 2014, obteve um resultado de destaque, ao obter mais de 1 milhão de votos, o que se traduziu num 3,7% dos votos, resultado que mesmo assim não foi suficiente para eleger um deputado europeu[5].

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Câmara dos Deputados[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
2013 7.º 666 035
2,0 / 100,0
9 / 630
Oposição
2018 6.º 1 426 564
4,4 / 100,0
Aumento2,4
33 / 630
Aumento24

Senado[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/- Senadores +/-
2013 7.º 590 083
1,9 / 100,0
0 / 315
2018 5.º 1 286 122
4,3 / 100,0
Aumento2,4
17 / 315
Aumento17

Eleições europeias[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/- Deputados +/-
2014 7.º 1 006 513
3,7 / 100,0
0 / 73
2019 5.º 1 723 232
6,5 / 100,0
Aumento2,8
6 / 73
Aumento6

Referências

  1. «Crosetto-Meloni, nasce la destra antiMonti». archiviostorico.corriere.it. Consultado em 22 de novembro de 2015 
  2. «Parties and Elections in Europe». www.parties-and-elections.eu. Consultado em 22 de novembro de 2015 
  3. «Marine Le Pen sceglie Giorgia Meloni come alleata: "Sostiene la battaglia contro l'euro" - Politica - Libero Quotidiano». www.liberoquotidiano.it. Consultado em 22 de novembro de 2015 
  4. «::: Ministero dell'Interno ::: Archivio Storico delle Elezioni - Camera del 24 Febbraio 2013». elezionistorico.interno.it. Consultado em 22 de novembro de 2015 
  5. «::: Ministero dell'Interno ::: Archivio Storico delle Elezioni - Europee del 25 Maggio 2014». elezionistorico.interno.it. Consultado em 22 de novembro de 2015