Isótopo estável

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Isótopos estáveis são isótopos que não se deterioram em outros elementos, porque as suas combinações particulares de prótons e nêutrons são estáveis[1].

Comportamento[editar | editar código-fonte]

O isótopo estável menos abundante de um elemento tem um ou dois nêutrons adicionais que protons, e, portanto, são mais pesados do que o isótopo estável mais comum para estes elementos. Ambos os isótopos estáveis pesados e leves livremente participam em reações químicas e em processos biológicos e geoquímico, mas a taxa na qual isótopos estáveis pesados e leves reagem durante as reações químicas ou físicas diferem[2].

Uso[editar | editar código-fonte]

Técnicas de isótopos estáveis permitem a investigação de questões de ecologia e de ciências ambientais quantitativamente e não-intrusiva (sem os riscos ambientais de radioisótopos), e oferecem assim consideráveis vantagens sobre outras técnicas. Muitas perguntas destas ciências só podem ser abordadas usando isótopos estáveis[3].

Referências

  1. What are stable isotopes? publicado pela "Stable Isotope Facility of University of Wyoming"
  2. Beginners Guide publicado por "Iso-Analytical Limited, The Quantum, Phase 3"
  3. What are stable isotopes? publicado pela "Northern Arizona University"