Isabél Zuaa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Isabél Zuaa
Festival Internacional de Cinema de Berlim de 2017
Nome completo Isabél Martins Zuaa Mutange
Nascimento 5 de abril de 1987 (34 anos)
Lisboa, Distrito de Lisboa
Portugal
Nacionalidade portuguesa
Etnia Luso-africana
Alma mater
Ocupação
Período de atividade 2012—presente

Isabél Martins Zuaa Mutange (Lisboa, 5 de abril de 1987), é uma atriz e performer portuguesa, vencedora do Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro (2017), na categoria Revelação, pelo seu papel no filme Joaquim, de Marcelo Gomes[1]. Em 2020 foi distinguida pelo Festival de Cinema de Gramado com dois prémios de Melhor Actriz, pela sua prestação na longa-metragem Um Animal Amarelo de Filipe Bragança e na curta-metragem Deserto Estrangeiro, de Davi Pretto.[2]

Percurso[editar | editar código-fonte]

Nasceu em 1987, em Lisboa, no Hospital Dona Estefânia.[3][4] Filha de mãe angolana e pai guineense, cresceu no Zambujal (Loures) onde participou em grupos de dança e música angolana e senegalesa, com os 3 irmãos.[1][5]

Foi aluna do Chapitô e, depois da Escola Superior de Teatro e Cinema, onde se formou em Teatro.[1][5]

Em 2010, ao abrigo do intercâmbio da Escola Superior de Teatro e Cinema com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio) muda-se para o Brasil onde frequentou o curso de Artes Cénicas.[1][6]

Estreou-se como atriz de cinema na curta de comédia Por Favor, Não Toques na Minha Afro (2012), escrita e dirigida por Patrícia Couveiro.[3]

Obra[editar | editar código-fonte]

Reconhecimentos e Prémios[editar | editar código-fonte]

2017 - Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro, na categoria Revelação, pelo seu papel no filme "Joaquim", de Marcelo Gomes. [3][1]

2018 - O filme "As Boas Maneiras" do qual participa integra a lista do Correio Braziliense como um dos melhores filmes de 2018 de ação, romance e blockbusters.[11]

2019 - Nomeada para o  Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro, na categoria de melhor atriz, no filme "As Boas Maneiras"[8]

2019 - "Aurora Negra", de Cleo Tavares, Isabél Zuaa e Nádia Yracema, é o projeto vencedor da 2ª edição da Bolsa Amélia Rey Colaço. A bolsa destina-se a apoiar a produção de espetáculos de jovens artistas e companhias emergentes, com o intuito de promover a renovação da criação teatral portuguesa.[12]

2020 - prémio de Melhor Actriz pela sua prestação no filme Um Animal Amarelo, de Felipe Bragança, e prémio de Melhor Actriz na categoria de curtas-metragens, pelo papel desempenhado em Deserto Estrangeiro, de Davi Pretto​, ambos no âmbito do Festival de Cinema de Gramado, em Rio Grande do Sul, no Brasil.[2]

Referências

  1. a b c d e f g «Isabél Zuaa. "Ser mulher, ser preta e ser artista é como se estivesse no final da cadeia alimentar"». Semanario SOL. 22 de maio de 2018. Consultado em 6 de julho de 2020 
  2. a b Gaudêncio, Rodrigo Nogueira, Rui. «Isabél Zuaa, do Zambujal para "Um Animal Amarelo"». PÚBLICO. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  3. a b c d e f «Isabél Zuaa – Papo de Cinema». Consultado em 6 de julho de 2020 
  4. «Com seleção morna, Festival de Berlim tem poucos destaques». VEJA (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2020 
  5. a b «Isabél Zuaa | www.largoresidencias.com». www.largoresidencias.com. Consultado em 6 de julho de 2020 
  6. a b «Com seleção morna, Festival de Berlim tem poucos destaques». VEJA (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2020 
  7. Belinchón, Gregorio (16 de fevereiro de 2017). «O cinema brasileiro protesta na Berlinale "contra o Governo ilegítimo"». EL PAÍS. Consultado em 6 de julho de 2020 
  8. a b c «Filme "As Boas Maneiras" lidera indicações do 24º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro». "Correio do Povo". 30 de julho de 2019. Consultado em 6 de julho de 2020 
  9. «Um filme melancómico com as todo-poderosas Catarina Wallenstein e Isabél Zuaa - DN». www.dn.pt. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  10. Campagnaro, Higor; Zuaa, Isabél; Wallenstein, Catarina; Medina, Tainá (24 de janeiro de 2020), Um Animal Amarelo, Duas Mariola Filmes, O Som e a Fúria, consultado em 28 de outubro de 2020 
  11. Daehn, Ricardo (19 de dezembro de 2018). «Ação, romance, blockbusters: Confira os melhores filmes de 2018». "Correio Braziliense". Consultado em 6 de julho de 2020 
  12. Seara.com. «Teatro Nacional D.Maria II». Teatro Nacional D.Maria II (em inglês). Consultado em 6 de julho de 2020