Isabel Maria Josefa de Orléans e Bragança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pretendente
Princesa D. Isabel Maria
Reivindicação
Título Princesa do Brasil
País Brasil e França
Período 5 de maio de 19445 de novembro de 2017
Último monarca D. Pedro II do Brasil
Luís Filipe I de França
Ligação com o último monarca trineta (Brasil)
pentaneta (França)
Vida
Descendência Sem filhos
Casa Orleães e Bragança
Pai D. Pedro Henrique de Orléans e Bragança
Mãe D. Maria Isabel da Baviera
Nascimento 5 de abril de 1944 (74 anos)
Morte 5 de novembro de 2017
Religião Católica
Família imperial brasileira
Ramo de Vassouras
COA Dinasty Orleães-Bragança.svg

Dona Isabel Maria Josefa Henriqueta Francisca Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Orleans e Bragança (La Bourboule, 5 de abril[1] de 1944 - Rio de Janeiro, 5 de novembro de 2017), princesa do Brasil e princesa de Orléans e Bragança. Quarta filha, primeira varoa de Pedro Henrique de Orléans e Bragança, então chefe da Casa Imperial do Brasil, e Maria Isabel von Wittelsbach, princesa da Baviera. Ocupava a sexta posição na linha de sucessão ao trono brasileiro.

Infância e juventude[editar | editar código-fonte]

Dona Isabel chegou ao Brasil com um ano de idade, quando seus pais conseguiram vir, depois da Segunda Guerra Mundial, com o fim do exílio da família. Passou a infância em Petrópolis e na cidade do Rio de Janeiro. Na década de 1950, a família foi para o interior do Paraná, ali vivendo até meados da década de 1960. Retornaram ao estado do Rio de Janeiro, fixando residência em Vassouras, interior do estado.

Educação[editar | editar código-fonte]

Iniciou seus estudos no Paraná, no Colégio da Imaculada Conceição, em seguida estudou no Colégio das Irmãs do Sacre-Coeur no Rio de Janeiro. Dona Isabel cursou Língua e Civilização Francesa e Germânica em Paris e Munique, concluindo os estudos em 1966. Era fluente em português, francês, alemão e inglês.

Atuações[editar | editar código-fonte]

No campo das obras sociais, dirigiu a Cruz Vermelha no Brasil. Trabalhou em um grande escritório de turismo do Rio de Janeiro.

Recebeu o título de "Cidadã do Estado do Rio de Janeiro", em sessão solene da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro na imperial Irmandade dos Homens Pretos, em 13 de maio de 2004.

Não contraiu matrimônio, tendo permanecido solteira. Dividia seu tempo entre seu apartamento na Lagoa, na cidade do Rio de Janeiro, e o Sítio Santa Maria, propriedade da família em Vassouras.

Faleceu no Rio de Janeiro em 5 de novembro de 2017, tendo sido sepultada no cemitério da Irmandade de Nossa Senhora da Conceição no município de Vassouras, estado do Rio de Janeiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. «Pró Monarquia - Aniversário da Princesa D. Isabel - Facebook». www.facebook.com. Consultado em 5 de abril de 2016.