Isabel Meyrelles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Isabel Meyrelles
Nascimento 1929 (90 anos)
Matosinhos, Portugal
Nacionalidade portuguesa
Ocupação Escultora, poetisa e tradutora

Isabel Meyrelles (Matosinhos, 1929) é uma escultora e poetisa surrealista portuguesa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Matosinhos, Isabel realizou os estudos no Porto. Em 1949, viu surgir o Grupo Surrealista Português e Os Surrealistas em Lisboa, após conhecer Mário Cesariny e Cruzeiro Seixas. Ela estudou escultura com Américo Gomes e António Duarte, antes de se mudar para Paris, onde estudou na Escola Nacional Superior de Belas Artes e na Universidade Paris-Sorbonne.[2]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Em Voz Baixa (1951)
  • Palavras Noturnas (1954)
  • O Rosto Deserto (1966)
  • Anthologie de la poésie portugaise (como editora, 1971)
  • Labyrinthe du chant de Mário Cesariny (como tradutora, 1974)
  • O Livro do Tigre (1976)
  • O Mensageiro dos Sonhos, publicado na antologia: Poesia (2004).

Referências

  1. «Isabel Meyrelles». Dicionários Porto Editora. Infopédia 
  2. Rosemont, Penelope (2000). Surrealist Women (em inglês). Londres: Athlone Press. p. 259. ISBN 0485300885 
Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.