Isabel de Castela, Duquesa de Iorque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Isabel de Castela
Infanta de Castela
Duquesa de Iorque
Reinado 11 de julho de 1372 - 23 de novembro de 1392
 
Cônjuge Edmundo de Langley
Descendência Eduardo, 2.º Duque de Iorque
Constança, Condessa de Gloucester
Ricardo, 3.º Conde de Cambridge
Casa Real Borgonha(por nascimento)
York (por casamento)
Nascimento 1355
Morales
Morte 23 de novembro de 1392 (37 anos)
Hertford
Pai Pedro I de Castela
Mãe Maria de Padilla

Isabel de Castela (1355 - 23 de novembro de 1392) foi uma nobre de origem castelhana, Infanta da Castela e a terceira filha de Pedro I o Cruel e de Maria de Padilla.

Em 1361, seu pai consegue que as cortes espanholas proclamem a seus filhos tidos com Maria de Padilla (Beatriz, Constança, Isabel e Afonso) descendentes legítimos e portanto, herdeiros da coroa, elevando-os à categoria de infantes; o rei alegava que tinha se casado em segredo com Maria de Padilla, mesmo que todos soubessem que a legítima esposa do rei, Branca de Bourbon, ainda estava viva no momento do suposto enlace.

Casou-se no castelo de Hertford, em 1 de março de 1372, com Edmundo de Langley, duque de Iorque e quarto filho do rei Eduardo III de Inglaterra, sendo desde então conhecida com o nome de Isabella.

Desse matrimônio nasceram 3 filhos:

Ancestrais[editar | editar código-fonte]