Isabel de Castela, Duquesa de Iorque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Isabel de Castela
Infanta de Castela
Duquesa de Iorque
Reinado 11 de julho de 1372 - 23 de novembro de 1392
Cônjuge Edmundo de Langley
Descendência
Eduardo, 2.º Duque de Iorque
Constança, Condessa de Gloucester
Ricardo, 3.º Conde de Cambridge
Casa Borgonha(por nascimento)
York (por casamento)
Pai Pedro I de Castela
Mãe Maria de Padilla
Nascimento 1355
Morales
Morte 23 de novembro de 1392 (37 anos)
Hertford
Religião Católica

Isabel de Castela (1355 - 23 de novembro de 1392) foi uma nobre de origem castelhana, Infanta da Castela e a terceira filha de Pedro I o Cruel e de Maria de Padilla.

Em 1361, seu pai consegue que as cortes espanholas proclamem a seus filhos tidos com Maria de Padilla (Beatriz, Constança, Isabel e Afonso) descendentes legítimos e portanto, herdeiros da coroa, elevando-os à categoria de infantes; o rei alegava que tinha se casado em segredo com Maria de Padilla, mesmo que todos soubessem que a legítima esposa do rei, Branca de Bourbon, ainda estava viva no momento do suposto enlace.

Casou-se no castelo de Hertford, em 1 de março de 1372, com Edmundo de Langley, duque de Iorque e quarto filho do rei Eduardo III de Inglaterra, sendo desde então conhecida com o nome de Isabella.

Desse matrimônio nasceram 3 filhos:

Ancestrais[editar | editar código-fonte]