Isabel de Castela (1283–1328)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Isabel de Castela
Infanta de Castela
Senhora de Guadalajara
Condessa de Barcelona
Representação da rainha Isabel na obra Liber Genealogiae Regum Hispaniae por Alfonso de Cartagena.
Rainha de Aragão, Valência, Sicília e Maiorca
Reinado 12911295
Antecessor(a) Constança de Hohenstaufen
Sucessor(a) Branca de Anjou
Duquesa consorte da Bretanha
Reinado 27 de agosto de 131224 de julho de 1328
Predecessor Iolanda de Dreux
Sucessor Joana de Saboia
Viscondessa de Limoges
Reinado Março de 131224 de julho de 1328
 
Cônjuge Jaime II de Aragão
João III da Bretanha
Casa Anscáridas (por nascimento)
Barcelona (por casamento)
Dreux (por casamento)
Nascimento 1283
  Toro, Castela e Leão, Espanha
Morte 24 de julho de 1328 (45 anos)
Pai Sancho IV de Leão e Castela
Mãe Maria de Molina

Isabel de Castela (Toro, 128324 de julho de 1328)[1][2] foi rainha consorte de Aragão, Valência, Sicília e Maiorca pelo seu primeiro casamento com Jaime II de Aragão, e duquesa da Bretanha e viscondessa de Limoges pelo seu segundo casamento com João III da Bretanha.

Família[editar | editar código-fonte]

Isabel era a filha primogênita do rei Sancho IV de Leão e Castela e de Maria de Molina. Seus avós paternos eram o rei Afonso X de Leão e Castela e Iolanda de Aragão. Seus avós maternos eram o infante de Castela, Afonso de Molina, e Maior Afonso de Meneses, sua segunda esposa.

A infanta teve seis irmãos mais novos, que eram: o rei Fernando IV de Leão e Castela; Afonso, noivo de Joana Nunes de Lara; Henrique; Pedro, senhor de Cameros; Filipe, senhor de Ribera e Cabrera, e Beatriz, consorte do rei Afonso IV de Portugal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Por algum tempo, Isabel esteve noiva de Afonso de Lacerda, filho de Fernando de La Cerda, infante de Castela e da princesa Branca de França. Porém, o casamento não se realizou.

Primeiro casamento[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 1291 ou 1293, em Sória, Isabel casou-se com Jaime II, filho de Pedro III de Aragão e de Constança de Hohenstaufen, como sua primeira esposa. Ela tinha entre 8 ou 10 anos de idade apenas, e ele, 24 ou 26. Foi necessária uma dispensa papal pois eles compartilhavam de graus de consanguinidade.

O casamento jamais foi consumado, e em 1295, foi anulado devido ao parentesco do casal.

Segundo casamento[editar | editar código-fonte]

Anos mais tarde, em 1320, na cidade de Burgos, Isabel casou-se com o futuro duque João III da Bretanha, como sua segunda esposa. Ele era filho de Artur II, Duque da Bretanha e de Maria, Viscondessa de Limoges. Ela tinha 26 ou 27 anos, e ele, 23 ou 24.

Em março de 1312, seu marido lhe concedeu o título viscondesa de Limoges. Em agosto do mesmo ano, ela tornou-se duquesa da Bretanha com a ascensão de João.

Isabel faleceu na data de 24 de julho de 1328, com cerca de 45 anos de idade. Este casamento também não resultou em filhos.

Após sua morte, o duque casou-se com Joana de Saboia, mas morreu sem descendência.

Ascendência[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Isabel de Castela (1283–1328)

Referências