Isabel de Celje

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Isabel de Celje (1441-1455) foi a primeira esposa de Mattias Corvinus, então futuro Rei da Hungria.

Paternidade[editar | editar código-fonte]

Elizabeth era filha de Ulrico II, Conde de Celje, e sua esposa, Catarina Branković.[1][2] Seu pai era um Príncipe do Sacro Império Romano-Germânico, que também ocupou domínios no Reino da Hungria.[1][2] Através de sua mãe, Isabel era neta de Jorge I Branković, Déspota da Sérvia.[3]

O noivado[editar | editar código-fonte]

O pai e o avô de Isabel eram adversários, de longo tempo, de João Corvino, que foi eleito Regente do Reino da Hungria, em 1446.[carece de fontes?]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. a b Fine 1994, p. 530.
  2. a b Markó 2000, p. 303.
  3. Kubinyi 2008, p. 25.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Fine, John V. A (1994). The Late Medieval Balkans: A Critical Survey from the Late Twelfth Century to the Ottoman Conquest. The University of Michigan Press. ISBN 0-472-08260-4.
  • Kubinyi, András (2008). Matthias Rex. Balassi Kiadó. ISBN 978-963-506-767-1.
  • Markó, László (2000). A magyar állam főméltóságai Szent Istvántól napjainkig: Életrajzi Lexikon [Great Officers of State in Hungary from King Saint Stephen to Our Days: A Biographical Encyclopedia] (in Hungarian). Magyar Könyvklub. ISBN 963-547-085-1.
  • Mureşanu, Camil (2001). John Hunyadi: Defender of Christendom. The Center for Romanian Studies. ISBN 973-9432-18-2.