Isabel de Portugal, Duquesa da Borgonha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Isabel de Portugal
Duquesa da Borgonha
Isabel, Duquesa da Borgonha (quadro de Rogier van der Weyden)
Consorte Filipe III, Duque de Borgonha
 
Casa Real Dinastia de Avis
Nascimento 21 de fevereiro de 1397
Évora
Morte 17 de dezembro de 1471 (74 anos)
Dijon
Filho(s) Carlos, Duque da Borgonha
Pai João I de Portugal
Mãe Filipa de Lencastre

Isabel de Portugal (Évora, 21 de fevereiro de 1397Dijon, 17 de dezembro de 1471) foi uma princesa portuguesa da dinastia de Avis, única filha do rei João I de Portugal e de sua mulher, Filipa de Lencastre.

Família[editar | editar código-fonte]

Era irmã do Infante D. Henrique (mais conhecido, internacionalmente, como Henrique, o Navegador), de Pedro, Duque de Coimbra, de D. Duarte, rei de Portugal, sucessor de seu pai, e do Infante D. Fernando (o Infante Santo) capturado em Tânger (1437) e ali mantido prisioneiro até à sua morte em Fez em 1443.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Imagem da Isabel na Genealogia dos Reis de Portugal.

Isabel nasceu em Évora e passou a sua juventude na corte em Lisboa.

Em 1430, casou-se com Filipe III, Duque da Borgonha, com quem teve 3 filhos: António e José (que faleceram durante a infância) e Carlos, o Temerário. Isabel foi sua terceira e última esposa, pois antes fora casado com Micaela de Valois, princesa de frança, e Bona de Artois.

Isabel era uma mulher muito refinada e inteligente, que gostava de se rodear de artistas e poetas, e foi uma mecenas das artes. Também na política exerceu a sua influência sobre o filho e, em especial, sobre o marido, que representou em várias missões diplomáticas.

Por sua influência que os Açores se tornaram residência de inúmeras pessoas de origem flamenga[2].

Faleceu em Dijon, na Borgonha, em 1471.

Referências

  1. Taylor, Aline S. Isabel of Burgundy : the Duchess who Played Politics in the Age of Joan of Arc, 1397-1471 (Madison Books, 2001) ISBN 1-56833-227-0
  2. D. Isabel (1397-1473), in Infopédia (Em linha), Porto: Porto Editora, 2003-2014 (Consult. 2014-08-13).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedida por:
Bona de Artois
Brasão de Filipe, o Bom, consorte de Isabel.
Duquesa consorte da Borgonha

1430 — 1467
Sucedida por:
Margarida de Iorque
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Isabel de Portugal, Duquesa da Borgonha


Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.