Iscano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Iscano (em latim: ischanus; em armênio/arménio: իշխան; transl.: Ishkhan) foi um título feudal da Armênia, que literalmente significa "príncipe"[1] e também podia aparecer na forma composta iscano de iscano (ishkhan ishkhanats), ou seja, "príncipe de príncipes". A palavra de original do verbo armênio ishkhel (իշխել), que significa "governar". Como título foi usado em paralelo e em substituição dos títulos feudais armênios, como naxarar, paron, duque, ter ou melique.[2]

Referências

  1. Redgate 2000, p. 98.
  2. Kurkjian 2014, p. 147.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kurkjian, Vahan M. (2014). A History of Armenia. Los Angeles: Indo-European Publishing 
  • Redgate, Anne Elizabeth (2000). The Armenians. Oxford: Blackwell Publishing. ISBN 0-631-22037-2