Isidor Isaac Rabi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Isidor Isaac Rabi Medalha Nobel
Nascimento 29 de julho de 1898
Rymanów
Morte 11 de janeiro de 1988 (89 anos)
Nova Iorque
Nacionalidade Estadunidense
Cidadania Estados Unidos, Áustria-Hungria
Cônjuge Helen Newmark
Alma mater Universidade Cornell, Universidade Columbia
Ocupação físico, físico nuclear, professor(a) universitário(a), físico teórico
Prêmios Medalha Elliott Cresson (1942)[1], Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1944), Prêmio Átomos pela Paz (1967), Medalha de Ouro Internacional Niels Bohr (1967), Prêmio Vannevar Bush (1986)
Empregador Universidade Columbia, Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Orientador(es) Albert Potter Wills
Orientado(s) Julian Schwinger, Norman Foster Ramsey, Martin Lewis Perl
Instituições Universidade Columbia, Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Campo(s) Física
Religião Judaísmo
Assinatura
I. I. Rabi signature.jpg

Isidor Isaac Rabi (Rymanów, 29 de julho de 1898Nova Iorque, 11 de janeiro de 1988) foi um físico estadunidense. Recebeu o Nobel de Física de 1944, pelo método de registro de propriedades de ressonância magnética de núcleos atômicos. Também participou no desenvolvimento da cavidade de magnetron, o qual é utilizado em radares e fornos de microondas.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nascido em uma família judaica polonesa tradicional em Rymanów, na Galícia, Rabi veio para os Estados Unidos ainda bebê e foi criado no Lower East Side de Nova York. Ele entrou na Universidade de Cornell como estudante de engenharia elétrica em 1916, mas logo mudou para química. Mais tarde, ele se interessou pela física . Ele continuou seus estudos na Universidade de Columbia, onde obteve seu doutorado por uma tese sobre a suscetibilidade magnética de certos cristais. Em 1927, foi para a Europa, onde conheceu e trabalhou com muitos dos melhores físicos da época.[2]

Em 1929, Rabi retornou aos Estados Unidos, onde a Columbia lhe ofereceu um cargo de professor. Em colaboração com Gregory Breit, ele desenvolveu a equação Breit-Rabi e previu que o experimento de Stern-Gerlach poderia ser modificado para confirmar as propriedades do núcleo atômico. Suas técnicas para usar a ressonância magnética nuclear para discernir o momento magnético e o spin nuclear dos átomos lhe renderam o Prêmio Nobel de Física em 1944. A ressonância magnética nuclear tornou-se uma ferramenta importante para a física e química nuclear, e o subsequente desenvolvimento da ressonância magnética também o tornou importante para o campo da medicina.[3][4]

Durante a Segunda Guerra Mundial, ele trabalhou em radar no Laboratório de Radiação do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) (RadLab) e no Projeto Manhattan. Após a guerra, ele serviu no Comitê Consultivo Geral (GAC) da Comissão de Energia Atômica, e foi presidente de 1952 a 1956. Ele também atuou nos Comitês Consultivos Científicos (SACs) do Escritório de Mobilização de Defesa e Pesquisa Balística do Exército Laboratório, e foi Conselheiro Científico do Presidente Dwight D. Eisenhower. Ele esteve envolvido com o estabelecimento do Laboratório Nacional de Brookhavenem 1946, e mais tarde, como delegado dos Estados Unidos na UNESCO, com a criação do CERN em 1952. Quando a Columbia criou o posto de Professor Universitário em 1964, Rabi foi o primeiro a receber esse cargo. Uma cadeira especial foi nomeada em sua homenagem em 1985. Ele se aposentou do ensino em 1967, mas permaneceu ativo no departamento e manteve o título de Professor Universitário Emérito e Conferencista Especial até sua morte.[5][6]

Livros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Laureates» (pdf) (em inglês). The Franklin Institute. Consultado em 1 de julho de 2015. Cópia arquivada em 1 de julho de 2015 
  2. Ramsey, Norman (1993). I. I. Rabi 1898–1988. Col: Biographical memoirs. 62. Washington, DC: National Academies Press. ISBN 0-585-14673-X. OCLC 45729831 
  3. Breit, G.; Rabi, I.I. (1934). «On the interpretation of present values of nuclear moments». Physical Review. 46 (3): 230–31. Bibcode:1934PhRv...46..230B. doi:10.1103/PhysRev.46.230 
  4. Goldstein, Jack S (1992). A Different Sort of Time: The Life of Jerrold R. Zacharias. Cambridge, MA: MIT Press. ISBN 0-262-07138-X. OCLC 24628294 
  5. Hewlett, Richard G; Anderson, Oscar E. (1962). The New World, 1939–1946. University Park: Pennsylvania State University Press. ISBN 0-520-07186-7. OCLC 637004643 
  6. Rabi, I.I. (1927). «On the Principal Magnetic Susceptibilities of Crystals». Physical Review. 29 (1): 174–85. Bibcode:1927PhRv...29..174R. doi:10.1103/PhysRev.29.174  Rabi, I.I. (1929). «Refraction of Beams of Molecules». Nature. 123 (3092): 163–64. Bibcode:1929Natur.123..163R. doi:10.1038/123163b0  Rabi, I.I. (1929). «Zur Methode der Ablenkung von Molekularstrahlen». Zeitschrift für Physik (em alemão). 54 (3–4): 190–97. Bibcode:1929ZPhy...54..190R. doi:10.1007/BF01339837  Rabi, I.I.; Kellogg, J.M.; Zacharias, J.R. (1934a). «The magnetic moment of the proton». Physical Review. 46 (3): 157–63. Bibcode:1934PhRv...46..157R. doi:10.1103/PhysRev.46.157  Rabi, I.I.; Kellogg, J.M.; Zacharias, J.R. (1934b). «The magnetic moment of the deuton». Physical Review. 46 (3): 163–65. Bibcode:1934PhRv...46..163R. doi:10.1103/PhysRev.46.163  Rabi, I.I.; Zacharias, J.R.; Millman, S.; Kusch, P. (1938). «A New Method of Measuring Nuclear Magnetic Moment». Physical Review. 53 (4): 318. Bibcode:1938PhRv...53..318R. doi:10.1103/PhysRev.53.318Acessível livremente  Rabi, I.I.; Millman, S.; Kusch, P.; Zacharias, J.R. (1939). «The Molecular Beam Resonance Method for Measuring Nuclear Magnetic Moments. The Magnetic Moments of 3Li6, 3Li7 and 9F19». Physical Review. 55 (6): 526–35. Bibcode:1939PhRv...55..526R. doi:10.1103/PhysRev.55.526  Rabi, I.I.; Zacharias, J.R.; Millman, S.; Kusch, P. (1992). «Milestones in Magnetic Resonance: 'A new method of measuring nuclear magnetic moment'. 1938». Journal of Magnetic Resonance Imaging. 2 (2): 131–33. PMID 1562763. doi:10.1002/jmri.1880020203 

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Conant, Jennet (2002). Tuxedo Park: A Wall Street Tycoon and the Secret Palace of Science That Changed the Course of World War II (em inglês). Nova Iorque: Simon & Schuster. ISBN 0-684-87287-0. OCLC 48966735 
  • Goldstein, Jack S. (1992). A Different Sort of Time: The Life of Jerrold R. Zacharias (em inglês). Cambridge, Massachusetts: MIT Press. ISBN 0-262-07138-X. OCLC 24628294 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Otto Stern
Nobel de Física
1944
Sucedido por
Wolfgang Pauli


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.