Ismail Paxá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ismail Paxá
Nascimento 31 de dezembro de 1831
Cairo
Morte 2 de março de 1895 (63 anos)
Istambul (Império Otomano)
Sepultamento Cairo
Cidadania Quedivato do Egito
Progenitores
Cônjuge Shafaq Nur Hanimefendi, Jeshm Afet Hanimefendi, Jamal Nur Kadinefendi, Nur Felek Kadinefendi
Filho(s) Teufique Paxá, Huceine Camil, Fuade I do Egito
Ocupação político
Prêmios
  • Ordem da Águia Negra
  • Cavaleiro Grã-cruz da Ordem do Banho
  • Grã-Cruz da Ordem Imperial de Leopoldo
  • Ordem do Medjidie
  • Ordem de Osmanieh
  • Grã Cruz da Ordem de Nichan Iftikhar
  • Grão-Cordão da Ordem de Leopoldo
  • Grã-cruz da Legião de Honra
  • Knight Grand Cross in the Order of the Netherlands Lion
  • Knight Grand Commander of the Order of the Star of India
  • Grã-Cruz da Ordem da Águia Vermelha
  • Ordem Suprema da Santíssima Anunciação
  • Cavaleiro da Grã-Cruz da Ordem dos Santos Maurício e Lázaro
  • Cavaleiro Grã-Cruz da Ordem da Coroa da Itália
  • Ordem da Espada
  • knight of the Order of Saints Maurice and Lazarus
  • Ordem do Redentor
Religião sunismo

Ismāʽīl Paxá, conhecido como Ismail, o Magnífico (em turco: Ismail Paşa; Cairo, 31 de dezembro de 1831Istambul, 2 de março de 1895)(em árabe: إسماعيل باشا) foi uale (wāli) e, posteriormente, quediva do Egito e do Sudão, de 1863 até ser removido do cargo, por ordem dos britânicos em 1879. Enquanto esteve no poder foi responsável por uma grande modernização do Egito e do Sudão, porém deixou os países com grandes dívidas. Sua filosofia foi expressa numa declaração feita em 1879: "Meu país não mais está na África; agora fazemos parte da Europa. É, portanto, natural para nós que abandonemos nossos costumes antigos e adotemos um sistema novo adaptado às nossas condições sociais."

Depois de uma formação acadêmica em Paris e missões diplomáticas em outras partes da Europa, Ismail foi designado vice-rei e participou ativamente da construção do Canal de Suez (1859-1869).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]