Isoetes azorica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaIsoetes azorica
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Espécie em perigo
Em perigo
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Lycopodiophyta
Classe: Isoetopsida
Ordem: Isoetales
Família: Isoetaceae
Género: Isoetes
Nome binomial
Isoetes azorica
Michel Charles Durieu de Maisonneuve
ex Milde
Sinónimos
  • Isoetes lacustris auct., non L. (1753);
  • Calamaria azorica (Durieu) Kuntze

Isoetes azorica Durieu ex Milde é um feto herbáceo pertencente à família Isoetaceae, endémico no arquipélago dos Açores. A espécie é protegida pela Convenção de Berna e pela Diretiva Habitats.[1].

Descrição[editar | editar código-fonte]

Feto aquático, com morfologia semelhante à das gramíneas. Os caules são curtos, com folhas em roseta basal.

As folhas são longas e estreitas, podendo crescer até 40 cm de comprimento. A lígula é comprida perto da base espatulada da folha[1].

Os esporângios são solitários, situados na base das folhas.

Habitat e distribuição[editar | editar código-fonte]

É uma espécie de ocorrência rara, presente em pequenas lagoas oligotróficas, em geral acima dos 500 m de altitude[1], sendo mais frequente no interior de crateras. Aparece em povoamentos densos desde a margem das lagoas até aos 3 metros de profundidade. Endemismo açoriano, está presente nas ilhas Terceira, São Jorge, Pico, Faial, Flores e Corvo.

Notas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]