It's Now or Never

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


"It's Now or Never"
Single de Elvis Presley
Lançamento Julho de 1960 (Estados Unidos)
Formato(s) Disco de vinil (45 rpm)
Gravação 3 de abril de 1960, RCA Estúdio B, Nashville, TN
Gênero(s) Canção pop, romântica
Duração 3:16
Gravadora(s) RCA
Composição (Eduardo Di Capua/Alfredo Mazzucchi/Giovanni Capurro - original) (Aaron Schroeder/Wally Gold - versão)
Produção Steve Sholes e Chet Atkins
Cronologia de singles de Elvis Presley
Último
"Stuck On You"
(1960)
"Are You Lonesome Tonight?"
(1960)
Próximo

It's Now or Never ("É agora ou nunca" em português) é uma canção que tornou-se em um dos maiores êxitos da carreira de Elvis Presley; é uma versão do clássico italiano chamado O Sole Mio, composta no fim do século XIX no ano de 1898, sendo que em 1901 foi reconhecida oficialmente; O sole mio foi gravada pela primeira vez por Giuseppe Anselmi em 1907. A primeira versão em língua inglesa para a referida canção ocorreu em 1949, gravada por Tony Martin com o nome de "There's no Tomorrow". A versão de Elvis é datada de 1960 sendo lançada em single com "A Mess Of Blues" no "lado b". Atingiu a primeira posição da Billboard em agosto de 1960. Foi posteriormente relançada na coletânea Elvis Golden Records Vol.3 de 1963, além de diversos lançamentos ao longo dos anos em álbuns oficiais e piratas.

História[editar | editar código-fonte]

Em sua permanência no exército, Elvis decidira gravar "There’s no Tomorrow", todavia, desejava uma nova letra, assim como um novo arranjo. Os únicos compositores disponíveis naquele instante eram Aaron Schroeder e Wally Gold, portanto, ambos ficaram com a incumbência de escrever uma nova versão para Elvis. Historiadores da obra de Elvis afirmam que o título surgiu rapidamente, cerca de 30 minutos. Um álbum de demonstração foi gravado para que Elvis ouvisse a nova variante da canção, com um arranjo em ritmo de cha-cha-cha. Elvis encantou-se com a versão de demonstração, fato que possibilitou a gravação da mesma por parte de Elvis posteriormente, em um novo ritmo.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Elvis a interpretou em algumas oportunidades em espetáculos na década de 70, onde ele podia mostrar todo o seu poder vocal, principalmente na parte final da canção.
  • Em algumas versões ao vivo, Sherrill Nielsen (vocal de apoio), iniciava a performance cantando O Sole Mio e logo após, Elvis dava prosseguimento com "It's Now or Never", no entanto, sabe-se que o próprio Elvis cantou "O Sole Mio" ao vivo em algumas oportunidades.
  • Devido a problemas com direitos autorais, o lançamento de "It’s Now or Never" na Inglaterra foi adiado por cerca de cinco meses.
  • A revista Billboard indicou "It’s Now or Never" como o melhor "single vocal de 1960".

Outras gravações[editar | editar código-fonte]

  • John Schneider (1981)
  • Paul McCartney (1990)
  • Jack Richter (1993)
  • El Vez & the Memphis Mariachis (1993)