Itaiçaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itaiçaba
"palavra originária do tupi, que significa passagem das pedras ."
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 7 de outubro
Fundação 15 de setembro de 1956
Gentílico itaiçabense
Prefeito(a) José Erenarco da Silva (PMDB)
Localização
Localização de Itaiçaba
Localização de Itaiçaba no Ceará
Itaiçaba está localizado em: Brasil
Itaiçaba
Localização de Itaiçaba no Brasil
04° 40' 26" S 37° 49' 19" O04° 40' 26" S 37° 49' 19" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Jaguaribe IBGE/2008 [1]
Microrregião Litoral de Aracati IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Aracati,Jaguaruana,Palhano
Distância até a capital 164 7km km
Características geográficas
Área 209,490 km² [2]
População 7 698 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 36,75 hab./km²
Clima temperatura máxima de 36°C e mínima de 26'C (médias)
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,641 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 27 269,223 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 481,33 IBGE/2008[5]
Página oficial

Itaiçaba é um município brasileiro do estado do Ceará. Localiza-se na microrregião do litoral de Aracati, mesorregião do Jaguaribe. Sua população estimada em 2004 era de 7.698 habitantes. Ocupa uma superfície de 240 km².

História[editar | editar código-fonte]

Foi criado em 15 de outubro de 1956 por desanexação de Jaguaruana. Chamou-se inicialmente Feira de Gado, depois passou a se chamar Passagem de Pedras. Tem um rio chamado Jaguaribe que passa por trás da igreja, a padroeira da cidade é Nossa Senhora da Boa Viagem.

Itaiçaba como distrito administrativo pertenceu primeiramente ao município de Aracati. Em 21 de agosto de 1823, o Decreto Lei Nº 169, de 31 de março de 1938, transferiu o distrito para a jurisdição do município de Jaguaruana. Ainda no mesmo ano adotou a denominação atual de Itaiçaba (significa Passagem das Pedras), por força de um Decreto Lei Nº448, de dezembro de 1938. Na luta por sua independência administrativa destacou-se o Deputado Jeová Costa Lima, autor do Projeto que no dia 15 de setembro de 1956, se transformou na Lei Nº 3.338 que deu liberdade administrativa ao município. Itaiçaba foi oficialmente instalada em solenidade no dia 7 de outubro de 1956, tendo como seu primeiro prefeito o Sr. Agostinho Correia Lima.

Por volta da década de 80 a cidade sofria com o problema de inundações, época na qual praticamente todos os habitantes tinham que sair para os distritos de Itaiçaba (Tabuleiro do Luna, Alto Brito, Cidade Nova) que ficavam na parte alta do município.

Na entrada da cidade encontra-se a serra do Ererê, onde existe uma lenda que durante uma grande seca, quando alguns retirantes passavam por lá, uma donzela já estava muito fraca e não conseguiu seguir viagem com os outros, ficando ao pé da serra. Dizem que ela se encantou, outros dizem que ela morreu, a verdade quem saberá o que acontece é uma devoção que as pessoas têm pela donzelinha, ergueram até um pequeno altar, no lugar onde supostamente ela teria morrido.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima: temperatura máxima de 36 °C e mínima de 26'C (médias) Precipitação pluviométrica: 935,9 mm - média dos últimos 30 anos Recursos hídricos: treze poços e Eixo de Integração (Canal do Trabalhador)

Solos: aluviais (25,22%); areias quartzosas distróficas (38%); planossolo Solódico (23,21%) e podzólico vermelho-amarelo (13,57%). Não possui unidades de conservação.

Demografia[editar | editar código-fonte]

População estimada: 7 029 População: 6 579 População urbana: 3.672 População rural: 2.907 Densidade demográfica: 27,49 hab/km Taxa de urbanização: 55,82%

Economia[editar | editar código-fonte]

PIB: R$ 13.509,45 milhões Agropecuária: 24,94% Indústria: 22,42% Serviços: 52,64% PIB per capita (2004): R$ 1.921,96 Benefícios da Previdência Social: R$1.074,435,92 Bancos: 2 Vocação econômica: agricultura irrigada (acerola, algodão herbáceo, caju, coco, goiaba, graviola, mamão, manga, maracujá, melão, melancia, pimentão, tomate, uva), laticínios, processamento de mel de abelha, apicultura fixa, caprinocultura de corte semi-intensiva e de leite, ovinocultura extensiva.

Educação[editar | editar código-fonte]

Escolas que ministram ensino fundamental: 9 Escolas que ministram ensino médio: 2 Escolas de ensino profissional: 1 Instituições de ensino superior: O Matrículas do ensino fundamental: 1 466 Matrículas do ensino médio: 421 Matrículas de educação de jovens e adultos: 429 Taxa de alfabetização: 73,52% Taxa de escolaridade do ensino fundamental: 87,03% Taxa de escolaridade do ensino médio: 45,70% Taxa de escolarização do ensino fundamental: 89,36% Taxa de escolarização do ensino médio: 47,21%

Cultura[editar | editar código-fonte]

Meios de comunicação social: Cobertura por três emissoras de rádio AM e outra FM de Aracati e uma de AM de Russas. Patrimônio histórico: não possui bens tombados.

Padroeira: Nossa Senhora da Boa Viagem

Equipamentos culturais: uma biblioteca e o CVT(Centro Vocacional Tecnológico)

Política[editar | editar código-fonte]

Eleitores (julho/ 2004): 4.640 Perfil dos eleitores (2004): masculino (2.218), feminino (2.421) e não informado (1).

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Localidades de Itaiçaba:

Assentamento Tomé Afonso Tabuleiro do Luna Tracoem Alto do Ferrão Alto Brito Arraial Rancho do Povo Camurim Logradouro Caris Baixo Jiqui Canto da Onça Mendonça (em litígio com Jaguaruana) Alto dos Pequenos (em litígio com Palhano) Lagoa de Trás (em litígio com Palhano) Assentamento Umari (em litígio com Palhano e Aracati) Latadas (em litígio com Jaguaruana)