Itajuípe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Itajuípe
"Pirangi"
Bandeira indisponível
Brasão de Itajuípe
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 12 de dezembro de 1952
Gentílico itajuipense
Prefeito(a) Marcone Amaral (PSD)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Itajuípe
Localização de Itajuípe na Bahia
Itajuípe está localizado em: Brasil
Itajuípe
Localização de Itajuípe no Brasil
14° 40' 40" S 39° 22' 30" O14° 40' 40" S 39° 22' 30" O
Unidade federativa Bahia
Mesorregião Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Ilhéus-Itabuna IBGE/2008 [1]
Distância até a capital 422 km
Características geográficas
Área 295,912 km² [2]
População 21 094 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 71,28 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,599 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 95 783,548 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 628,34 IBGE/2008[5]

Itajuípe é um município brasileiro do estado da Bahia.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Itajuípe é vocábulo indígena que significa "pedra espinho". Do tupi ita: pedra (por itá; pedra; ); ípe: espinho. Segundo informações de antigos moradores, havia na região, ao longo do rio, muitas pedras e entre elas arbustos espinhosos chamados de ‘unha de gato’, dando o nome de Itajuípe (ita = ‘pedra’ + ju= ‘espinho’ + y = água’ + pè = ‘caminho’), o que significa ‘caminho de águas entre pedras e espinhos’, referindo-se ao caminho de saída da cidade pelo Rio Almada;(Dicionareco das roças de cacau e arredores - EDTUS, de Euclides Neto).

História[editar | editar código-fonte]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2012 e de 27.007 hab. habitantes. A principal rodovia de acesso é a BR 101. Não é litorâneo, sendo banhado pelo rio Almada.

Transporte[editar | editar código-fonte]

As viações Rota, Cidade Sol e Águia Branca ligam Itajuípe a Coaraci, Almadina, Itapitanga, Uruçuca, Itabuna, Ilhéus, Barro Preto, Ubaitaba, Aurelino Leal, Ibirapitanga, Maraú, Ibirataia, Ipiaú, Ubatã, Jequié, Gandu, Salvador, Feira de Santana etc. Faz divisa com os seguintes municípios, todos da Bahia: Itabuna, Barro Preto, Ilhéus, Coaraci e Uruçuca.

Economia[editar | editar código-fonte]

Destaca-se no município a presença da fábrica da Cambucy, porém a industrialização é precária, sendo o setor agrícola o mais importante do município. Sua cultura principal é a do cacau, estando situado no coração da chamada região cacaueira da Bahia.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.