Itapicuru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Itapicuru (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaItapicuru
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Tribo: Detarieae
Género: Goniorrhachis
Espécie: G. marginata
Nome binomial
Goniohachis marginata
Taub.

O itapicuru (Goniohachis marginata)[1], também chamado guarabu, guarabu-batata, guarabu-branco, guarabumirim, guarabu-preto, guarabu-rajado, guaribu, guarabu-roxo e itapicuru-amarelo, é uma árvore de até 18 metros, da família das leguminosas, subfamília cesalpinioidea, nativa do Brasil, especialmente dos estados da Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. Possui madeira roxa e de uso na indústria de móveis[1], folhas com dois pares de folíolos coriáceos assimétricos, flores brancas com cinco pétalas de um centímetro de comprimento em espigas fasciculadas e vagens deiscentes coriáceos[1].

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Itapicuru" é um nome de origem tupi[1].

Referências

  1. a b c d FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.975
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.