itch.io

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

itch.io
Uma captura de tela de itch.io em janeiro de 2016
Slogan Download the latest indie games
Proprietário(s) Leaf Corcoran
Gênero Jogos eletrônicos, E-books, Ativos de jogos
Cadastro Opcional (requerido para carregar conteúdo, comentar e participar de game jams)
Idioma(s) Inglês
Lançamento 3 de março de 2013[1]
Posição no Alexa AumentoNegativo 14,055 (janeiro de 2016)[2]
Endereço eletrônico itch.io
Estado atual Online

itch.io é um site para usuários hospedarem, venderem e baixarem jogos eletrônicos indies. Lançado em março de 2013 por Leaf Corcoran, o serviço possui quase 100 mil jogos e itens desde Fevereiro de 2018.

História[editar | editar código-fonte]

Em 3 de março de 2013, a Leaf Corcoran publicou uma entrada de blog no site leafo.net detalhando o que seria o site, com um modelo Pague-quanto-quiser. Em uma entrevista com Rock, Paper, Shotgun, Corcoran disse que a ideia original não era uma loja, mas sim um lugar para "criar uma página inicial personalizada para jogos".[3]

Em junho de 2015, o serviço hospedava mais de 15.000 jogos e programas.[4]

Em dezembro de 2015, o serviço anunciou o lançamento de uma aplicação desktop para instalar jogos e outros conteúdos. Ele foi lançado com suporte simultâneo para Windows, macOS e Linux.[5] Hoje, a aplicação Itch é recomendada como "a melhor maneira de jogar seus jogos itch.io".[6]

Rendimento[editar | editar código-fonte]

O desenvolvedor pode cobrar dinheiro pelos jogos que eles lançam na plataforma, e em maio de 2015, os desenvolvedores foram pagos US$ 51.489 pelo itch.io.[4] Por padrão, o site recebe 10% de cada venda,[7], mas o desenvolvedor pode escolher quanto dinheiro o site receberá por compra.[8] O desenvolvedor pode definir o preço mais baixo para o jogo (inclusive grátis) e o cliente pode pagar acima desse valor mínimo, se eles gostam do jogo que estão comprando.[9] A criptomoeda bitcoin pode ser usada para comprar coisas no site.[10]

Referências

  1. Ww, Tim (1 de dezembro de 2014). «Q&A: itch.io Interview with Leaf Corcoran». Gamasutra (em inglês). UBM TechWeb. Consultado em 17 de agosto de 2015 
  2. «itch.io Site Overview». Alexa Internet (em inglês). Amazon.com. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  3. Smith, Adam (23 de abril de 2014). «The New Curiosity Shop: Itch.io Interview». Rock, Paper, Shotgun (em inglês). Consultado em 17 de agosto de 2015 
  4. a b Maiberg, Emanuel (23 de junho de 2015). «Itch.io Is the Littlest Next Big Thing in Gaming» (em inglês). Vice. Consultado em 15 de agosto de 2015 
  5. «Say hello to the itch.io app: itch». itch.io blog (em inglês). Consultado em 15 de dezembro de 2015 
  6. «Itch app on GitHub». github.com (em inglês). Consultado em 12 de setembro de 2017 
  7. Cameron, Phill (23 de março de 2015). «Itch.io launches open revenue sharing». Gamasutra (em inglês). UBM TechWeb. Consultado em 18 de agosto de 2015 
  8. Nutt, Christian (16 de setembro de 2014). «Game jams aside, itch.io's doing brisk business distributing games». Gamasutra (em inglês). UBM TechWeb. Consultado em 18 de agosto de 2015 
  9. Sinclair, Brendan (24 de março de 2015). «Itch.io lets developers dictate revenue share». Gamesindustry.biz (em inglês). Consultado em 18 de agosto de 2015 
  10. Parlock, Joe (1 de junho de 2015). «Indie games site Itch.io wants your bitcoins» (em inglês). Destructoid. Consultado em 18 de agosto de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um website é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.