Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Iuperj)
Ir para: navegação, pesquisa

O Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ) é um centro de pesquisa brasileiro fundado em 1969 como departamento de pós-graduação em ciências sociais da Universidade Cândido Mendes (UCAM).

O Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ) foi criado no ano de 1969, no auge do autoritarismo da Ditadura Militar. Logo de início, constituiu-se em um refúgio para intelectuais comprometidos com a democracia brasileira, não apenas no sentido de resistência aos arbítrios ditatoriais, mas também como espaço de reflexão sobre como construir em nosso país uma democracia consolidada e substantiva.

O IUPERJ consolidou-se a partir de meados da década de 1970 como uma instituição de ponta na pesquisa e no ensino de Ciências Sociais no âmbito da pós-graduação no Brasil. Em 1980, foram implantados os programas de doutoramento em Ciência Política e em Sociologia. Ao longo dos últimos dez anos, o Instituto tem admitido anualmente entre 15 e 20 estudantes em seus programas de mestrado e aproximadamente 30 estudantes em seus programas de doutorado. Dos quase 700 alunos admitidos até hoje, 365 já completaram o mestrado e 154 defenderam teses de doutorado. Ao longo de sua história, o IUPERJ, formou mais de 500 mestres e doutores em Ciências Sociais no Brasil.

No entanto, em 2010, os cursos de Pós-Graduação ligados ao IUPERJ-UCAM foram descontinuados em consequência da prolongada crise financeira vivida pela instituição nos anos anteriores. As atividades foram completamente interrompidas em meados daquele ano, após a transferência do corpo docente e discente para outra IES. A partir de então, surgiu um cenário inédito na Pós-Graduação no Brasil: uma IES com dois cursos credenciados e avaliados nos patamares mais elevados de classificação da CAPES, porém, sem corpo docente e discente. A alternativa encontrada pela Universidade Candido Mendes na tentativa de manter funcionando os cursos de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política foi empreender uma total reestruturação de suas bases financeiras e consequentemente acadêmicas.

O processo de reativação dos cursos de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política do IUPERJ/UCAM começa em 2011, com a constituição de uma nova direção administrativa, recomposição do corpo docente e transferência do Instituto para o prédio do Instituto de Humanidades, que, posteriormente, passou a ser denominado Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ-UCAM). Como já assinalado, ponto nodal para a reativação dos cursos de Pós-Graduação foi a recomposição do corpo docente. Mesmo levando-se em conta, no universo acadêmico, a disponibilidade limitada de doutores seniores que conjuguem potencial para produção acadêmica e experiência docente e de pesquisa e, ainda, a maior frequência de concursos para IES públicas nos últimos anos, conseguiu-se recompor de forma bastante adequada o quadro de professores dos programas de Sociologia e Ciência Política. Para dar um panorama, entre 2011 e 2013, ingressaram nos dois programas, por meio de concurso público, 12 professores, que se somaram a docentes que já faziam parte do quadro da Universidade e foram credenciados a integrar o corpo docente desses programas.[1]

O empenho no processo de reestruturação dos antigos cursos de Sociologia e Ciência Política cursos de Pós-Graduação do IUPERJ foi fundamental para alicerçar e amadurecer o projeto do atual Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política que foi reconhecido e autorizado pela CAPES em 2015. O PPG-SP é vinculado ao Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ) da Universidade Candido Mendes (UCAM), estando intimamente ligado à vocação humanística desta Universidade.

Referências

http://www.iuperj.br/index.php/institucional/historico

Ligações externas[editar | editar código-fonte]