Izettle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
iZettle
S.A.
Slogan Simplicidade nos pagamentos
Atividade Tecnologia
Fundação 2010
Sede Suécia
Website oficial http://www.izettle.com.br

iZettle [1][2] é uma empresa de pagamentos móveis com sede em Estocolmo, na Suécia. Jacob de Geer e Magnus Nilsson fundaram a startup em abril de 2010 e lançaram seu primeiro aplicativo e serviço em 2011.[3][4]

O leitor de cartões da iZettle permite que indivíduos e pequenas empresas na Suécia, Finlândia, Dinamarca, Noruega, Reino Unido, Alemanha, Espanha, México, Holanda e Brasil aceitem pagamentos com cartão em seu smartphone ou tablet nos sistemas operacionais iOS e Android.[5][6][7][8][9]

O aplicativo com aprovação EMV (Europay, MasterCard e Visa) suporta cartões com chip e com tarja magnética por meio de dois tipos de leitores que podem ser plugados na saída de áudio ou conectados via Bluetooth em smartphones e tablets.[10][11]

A iZettle foi a primeira empresa a desenvolver um leitor de cartões com chip e aplicativo para smartphone destinado ao segmento móvel que atende aos requisitos internacionais de segurança.[12][13][7]

Produtos[editar | editar código-fonte]

A solução de pagamentos móveis da iZettle com aprovação EMV permite que pequenos comerciantes aceitem pagamentos com cartões de débito e de crédito. Criadora do leitor de Chip & Assinatura, a empresa atualizou seu sistema em 2013, passando a oferecer também o leitor de Chip & Senha. Em 2017 ela lançou seu modelo proprietário Izettle Maquinão que contém teclado físico, visor monocromático, suporte a NFC e bateria de até 8 horas ou 500 transações [14]. Atualmente este último é o único modelo comercializado pela Izettle no Brasil.

Para utilizar os produtos, comerciantes e profissionais autônomos fazem o download do aplicativo e conectam o leitor de cartões da iZettle em um dispositivo iOS ou Android.[15] Com a ferramenta de gestão gratuita da iZettle, os usuários podem analisar as transações e obter informações detalhadas de suas vendas, como uma planilha dos produtos mais vendidos e a média do volume de vendas.[15][11]A solução da iZettle obteve a certificação MasterCard Melhores Práticas em fevereiro de 2013.[16]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Jacob de Geer e Magnus Nilsson fundaram a iZettle em abril de 2010 e lançaram seu primeiro aplicativo e leitor de cartões com chip em 2011.[4][9] O nome "iZettle" deriva da expressão em inglês “settle a deal" ou “fechar um acordo". Os fundadores queriam um nome que descrevesse o que a empresa faria. Eles optaram por uma combinação estilizada das palavras em inglês "I" e "settle".[17]iZettle é a quarta startup de Jacob de Geer.[4]

Ele foi o primeiro funcionário da TradeDoubler, em 1999, e da Ameibo e Tre Kronor Media, em 2007.[18]

Crescimento[editar | editar código-fonte]

A iZettle lançou o seu dispositivo móvel para iOS na Suécia em agosto de 2011, com o objetivo de atender às demandas locais de um mercado dominado pela tecnologia de cartão inteligente.[19]

O aplicativo funcionou inicialmente com um leitor de Chip & Assinatura.[18][20] A empresa lançou a versão completa do serviço na Suécia no final daquele ano. Em agosto de 2012, a iZettle tornou-se disponível para dispositivos Android, permitindo o acesso também para usuários que não utilizam o sistema iOS.[21]

Em fevereiro de 2013, a iZettle firmou uma parceria com o Santander, maior banco da zona do euro por capitalização de mercado. Em junho do mesmo ano, o Santander investiu $5 milhões de euros na iZettle, dando à empresa acesso a clientes do banco no Reino Unido, Espanha, México e Brasil.[22]

Financiamento[editar | editar código-fonte]

A iZettle obteve USD 11,2 milhões em financiamento Série A, em outubro de 2011, pela Index Ventures e Creandum.[4][13][23] Em 2012, a empresa recebeu USD 31,6 milhões em financiamento Série B, de investidores como MasterCard, SEB Private Equity, American Express, Northzone e financiadores da Série A: Index Ventures e Creandum.[12]O objetivo deste financiamento é introduzir a iZettle nos mercados europeus e internacionais que adotam o leitor de chip como padrão.[12]

Áreas atendidas[editar | editar código-fonte]

iZettle atende centenas de milhares de indivíduos e empresas em dez países, incluindo a Escandinávia, parte da Europa, Reino Unido, México e Brasil.[1][5][6][9][18][24]

Em 2012, a empresa começou a operar no Reino Unido, Alemanha e Espanha, a partir do lançamento do seu novo sistema Chip & Sign em parceria com a MasterCard, American Express e Diner’s.[25]

O programa piloto começou na Grã-Bretanha com a iZettle oferecendo 3 mil leitores de cartão gratuitamente para os comerciantes britânicos testarem a ferramenta.[26][25]A empresa lançou o seu serviço no México, em junho de 2013, marcando a primeira incursão da iZettle fora da Europa.[27]

A empresa chegou ao Brasil em agosto de 2013, em parceria com o Santander Brasil e com o apoio da MasterCard. Em apenas quatro semanas, mais de 35 mil empreendedores e profissionais liberais de todo o Brasil efetuaram o cadastro para utilizar o Leitor de Cartões iZettle Chip&Assinatura.[1][5][6][7][8][9][6][28][29]

Ao final de 2014, a empresa contabilizava 150 mil usuários no Brasil.[30]

Em novembro de 2014, a Holanda passou a ser o décimo país a aceitar pagamentos com iZettle.[31][32][33]

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

A tecnologia da iZettle converte smartphones em processadores de cartão de crédito com a ajuda dos leitores Chip&Senha e Chip&Assinatura.[7][25]

Em ambos os sistemas, as informações de cartão de crédito não são armazenadas pelo telefone, mas processadas através da conexão criptografada pela iZettle. O telefone funciona como um modem seguro.[7][25]

Depois que uma transação é concluída, os compradores podem obter um recibo da transação por e-mail.[25]

Segurança[editar | editar código-fonte]

O leitor de cartões da iZettle protege os dados confidenciais de consumo e garante que as informações não são armazenadas no smartphone ou no leitor de cartão. Todo o tráfego de dados é criptografado. Caso um dispositivo seja perdido ou roubado, as informações dos usuários de cartão permanecem 100% seguras.[11][25]Na hipótese de cancelamento de um cartão, a transação é automaticamente negada pelo nosso sistema e a compra é declinada.

A iZettle atende a todos os requisitos de segurança estabelecidos pela indústria de cartões de pagamento. A empresa tem aprovação da EMV (Europay, MasterCard e Visa) e está em conformidade com o Payment Card Industry Data Security Standard (PCI- DSS). iZettle não usa o hardware móvel para processar pagamentos. Ele utiliza o sinal 3G/4G ou WiFi para o tráfego de dados.[8][13]

Referências

  1. a b c Info, ed. (18 Junho de 2013). «Santander e iZettle lançam dispositivo para pagamento móvel». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  2. UOL Economia, ed. (29 de outubro de 2013). «Sistema de pagamento móvel do Santander e da iZettle atrai 35 mil empreendedores». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  3. ZDNet, ed. (4 de abril de 2013). «iZettle adds new loyalty amnalytics features as it squares up to square.». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  4. a b c d Forbes, ed. (19 de outubro de 2013). «iZettle lets europes mom and pops take chip cards». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  5. a b c Investimentos en Noticias, ed. (23 de agosto de 2013). «Santander Brasil fecha parceria e traz a sueca izettle ao país». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  6. a b c d Mobiletime, ed. (27 de agosto de 2013). «Santander e iZettle lançam solução de pagamentos móveis.». Consultado em 17 de janeiro de 2014  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "MT" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  7. a b c d e Computer World, ed. (29 de agosto de 2013). «Leitor para pagamento móvel atrai 10 mil varejistas em dois dias». Consultado em 17 de janeiro de 2014  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "CW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "CW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "CW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "CW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  8. a b c Technogeek, ed. (28 de agosto de 2013). «iZettle transforma tablets e smartphones em leitores de cartões de crédito». Consultado em 28 de agosto de 2014 
  9. a b c d The Next Web, ed. (22 de outubro de 2013). «iZettle launches its card reader and mobile payment service in Brazil». Consultado em 17 de janeiro de 2014  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "TNW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "TNW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "TNW" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  10. Finextra, ed. (14 de maio de 2012). «IZettle starts accepting AmEx in Sweden and Finland». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  11. a b c Emobile, ed. (18 de novembro de 2013). «Pagamento via celular proporciona segurança e praticidade.». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  12. a b c Mobile Entertainment, ed. (20 de maio de 2013). «iZettle to bring Square-style mobile payments service to Europe». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  13. a b c The Wall Street Journal, ed. (24 de maio de 2011). «App Turns Any iPhone Into Credit Card Reader». Consultado em 17 de janeiro de 2014  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "WSJ" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "WSJ" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  14. «Análise Completa da Máquina Izettle Maquinão» 
  15. a b ZDNet, ed. (4 de abrilo de 2013). «iZettle adds new loyalty analytics features as it squares up to Square». Consultado em 17 de janeiro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  16. Intomobile, ed. (2 de maio de 2013). «iZettle iPhone credit card reader works with smart cards». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  17. Huffington Post, ed. (20 de novembro de 2011). «High-Tech Startup Focus: iZettle -- the New, Better Square -- Coming Soon to America?». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  18. a b c TÚAW, ed. (18 de agosto de 2011). «iZettle credit card reader for iPhone now available in Sweden in limited numbers». Consultado em 17 de janeiro de 2014  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "T" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  19. Articstartup, ed. (10 de maio de 2012). «iZettle Drops Fixed Transaction Fee». Consultado em 17 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 22 de setembro de 2013 
  20. «Tech Europe's Pick of Stockholm's Start-Ups». Tech Europe. 21 de setembro de 2011. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  21. Tech Crunch, ed. (20 de fevereiro de 2013). «iZettle Launches Wireless Chip & Pin Device, Starts Taking Visa And Partners With Santander». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  22. Mastercard, ed. (27 de fevereiro de 2013). «19 Mobile Point-of-Sale (MPOS) Solutions Achieve MasterCard Best Practices Certification». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  23. Leena Rao (18 de outubro de 2011). «Europe's Square iZettle Raises $11 Million For Mobile Payments Technology». Techcrunch. Consultado em 21 de janeiro de 2015 
  24. Gigaom, ed. (16 de maio de 2012). «iZettle, Europe's rival to Square, hits the UK». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  25. a b c d e f Rachel Botsman, Wired, ed. (14 de março de 2013). «Smart tech and sharp thinking are disrupting high-street banks». Consultado em 11 de julho de 2011 
  26. ArticStartUp, ed. (10 de maio de 2012). «iZettle Drops Fixed Transaction Fee». Consultado em 17 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 22 de setembro de 2013 
  27. Tecmundo, ed. (27 de agosto de 2013). «iZettle chega ao Brasil: gadget transforma smartphoneem máquina de cartao». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  28. Valor, ed. (28 de agosto de 2013). «Com iZettle, Santander mira microlojista». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  29. InfoMoney, ed. (27 de agosto de 2013). «Santander e empresa sueca lacam service para microempresário aceitar pagamentos pelo celluar». Consultado em 17 de janeiro de 2014 
  30. Aluísio Alves (18 de novembro de 2014). «Sueca iZettle prevê 150 mil clientes em pagamentos móveis no Brasil até dezembro». Reuters. Consultado em 20 de janeiro de 2015 
  31. Lucy England (20 de novembro de 2014). «iZettle launches in the Netherlands». Mobile Payments Insider. Consultado em 20 de janeiro de 2015 
  32. «iZettle launches in the Netherlands». The Paypers. 21 de novembro de 2014. Consultado em 20 de janeiro de 2015 
  33. «Mobile payment service iZettle expands into the Netherlands». Thefonecast. 20 de novembro de 2014. Consultado em 20 de janeiro de 2015