Jörg Michael

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jörg Michael
Michael em concerto com o Stratovarius no festival Ilosaarirock de 2009
Informação geral
Também conhecido(a) como Gordon Perkins
Nascimento 27 de março de 1963 (55 anos)
Local de nascimento Dortmund, Renânia do Norte-Vestfália
Alemanha
Gênero(s) Power metal, thrash metal, heavy metal
Ocupação(ões) Músico
Instrumento(s) Bateria
Período em atividade 1984-presente
Afiliação(ões) Stratovarius, Mekong Delta, Rage, Saxon, X-Mas Project, Tom Angelripper, Axel Rudi Pell, Headhunter, Grave Digger, Beto Vázquez Infinity, Running Wild, Kaledon, Heavatar
Página oficial jorgmichael.com

Jörg Michael (27 de março de 1963, Dortmund) é um baterista alemão de heavy metal. É mais conhecido pelo seu trabalho na banda finlandesa Stratovarius, à qual ele se juntou em 1995 e deixou em 2012.[1] Além do Stratovarius, ele tocou em uma grande variedade de bandas, em sua maioria de power metal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jörg começou a tocar bateria relativamente tarde, aos 15 anos. Um professor ouviu-o e encorajou-o a continuar.

Em 1983, com a banda de heavy metal Avenger, agora Rage, Jorg fez os seus primeiros álbuns: Prayers of Steel, Reign of Fear e Execution Guaranteed. Também nesta altura, participou nos álbuns das bandas The Raymen, 100 names e Der Riss.

Nos finais de 1980 atravessou uma fase de rock mais melódico: participou nos álbuns das bandas Paganini, Laos, Running Wild, sendo que se manteve nesta última banda até 1997.

Na década de 90 Axel Rudi Pell pediu a Jorg que tocasse bateria nos seus álbuns a solo, dando ao baterista a oportunidade de trabalhar com Jeff Scott Soto, Rob Rock e Charlie Huhn.

Entre 1993 e 1994 fez parte da banda Grave Digger. No ano seguinte juntou-se à banda Stratovarius.

Nos últimos tempos, Jorg foi contratado pela banda Beto Vázquez Infinity, em conjunto com Tarja Turunen (ex-Nightwish), Candice Night (Blackmore's Night.) e Liv Kristine.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências