Júlia Farnésio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Júlia Farnésio
Nascimento 1474
Canino
Morte 23 de março de 1524 (49–50 anos)
Roma
Progenitores
  • Pier Luigi Farnese Seniore
Cônjuge Orsino Orsini
Filho(s) Laura Orsini
Irmão(s) Papa Paulo III
Ocupação amante
Arms of the House of Farnese.svg

Júlia Farnésio (em italiano: Giulia Farnese; 147423 de março de 1524) era amante do Papa Alexandre VI, esposa de Orsino Orsini - membro da poderosa família Orsini, cego de um olho e de caráter débil e covarde - e irmã do Papa Paulo III, que foi criado Cardeal por Alexandre.[1] Giulia Farnese era considerada uma mulher muito bonita, mais jovem que Alexandre VI, e foi sua amante já na idade madura deste. Sua própria sogra, Adriana de Milá, mãe de Orsino, apoiava e favorecia o relacionamento de Alexandre VI com Giulia. Consta que Júlia Farnésio foi usada pelo Papa, como modelo para que artistas, como Pinturicchio e até mesmo Michelangelo, pintassem e esculpissem imagens de Nossa Senhora.[1]

Referências