Júlio César Coelho Moraes Júnior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Julio César
Informações pessoais
Nome completo Julio César Coelho Moraes Júnior
Data de nasc. 15 de junho de 1982 (35 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Italiana[1]
portuguesa
Altura 1,73 m
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Flag of None.svg Indefinido
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
2001–2002 Brasil Bangu
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2002
2003
2003–2005
2005
2006–2009
2007
2007
2008–2009
2010–2012
2011–2012
2013–2014
2015–2016
Brasil Bangu
Brasil América-RN
Brasil Flamengo
Brasil Marília (emp.)
Brasil Cruzeiro
Brasil Cabofriense (emp.)
Brasil Náutico (emp.)
Brasil Goiás (emp.)
Brasil Fluminense
Brasil Grêmio (emp.)
Brasil Botafogo
Brasil Vasco da Gama
0019 0000(1)
0044 0000(5)
0055 0000(5)
0015 0000(1)
0028 0000(0)
0029 0000(9)
0026 0000(5)
0065 0000(9)
0067 0000(4)
0036 0000(0)
0083 0000(3)
0080 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 4 de janeiro de 2017.

Julio César Coelho Moraes Júnior (São Paulo, 15 de junho de 1982) é um futebolista brasileiro que joga como lateral-esquerdo. Atualmente está encostado no Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Na época em que jogava no Flamengo, teve que trocar seu nome para Júlio Moraes, isso por que já havia outro Júlio César no elenco, o goleiro Júlio César, que atua hoje no Benfica.

Goiás[editar | editar código-fonte]

No Goiás o jogador recebeu o prêmio de melhor lateral do Brasileirão de 2009. Fez parte do grande time que tinha no elenco Paulo Baier e Iarlei.

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Em 12 de agosto de 2011 o Grêmio anunciou a contratação do jogador, por empréstimo, até o final de 2014. Julio Cesar foi dispensando pela diretoria gremista. O treinador Oswaldo de Oliveira indicou Julio Cesar para o Flamengo, na época que treinava a equipe rubro-negra, e o fato de Oswaldo, atualmente no Botafogo, gostar do futebol do jogador e ter um bom relacionamento com ele, pode contribuir na negociação com o clube alvinegro.

Botafogo[editar | editar código-fonte]

Ao chegar no Botafogo, indicado pelo então técnico do time, Oswaldo de Oliveira, ele foi logo ganhando seu espaço. Garantiu sua titularidade, que hoje é absoluta, no jogo contra o Flamengo, pela semi-final da Taça Guanabara 2013, quando fez um gol logo aos 2 minutos de jogo, foi consistente a partida inteira, e colocou o time na final, que veio a ser campeão diante do Vasco na final. Em seguida, conquistou mais um título de forma invicta e 100% de aproveitamento, o da Taça Rio 2013, derrotando o Fluminense, assim sendo Campeão Carioca 2013. No dia 3 de outubro de 2014 teve seu contrato rescindido com o Botafogo devido divergências com a diretoria.[2]

Vasco[editar | editar código-fonte]

Após deixar o Botafogo, Júlio César acertou com o Vasco da Gama para disputa do campeonato Brasileiro.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Flamengo
Cruzeiro
Goiás
Fluminense
Botafogo
Vasco

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  1. [1]
  2. «Crise aumenta: Bota rescinde com Sheik, Bolívar, Julio Cesar e Edilson»