Júlio Duarte Langa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Júlio Duarte Langa
Cardeal da Igreja Católica
Bispo-emérito da Xai-Xai
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Xai-Xai
Nomeação 31 de maio de 1976
Predecessor Dom Félix Niza Ribeiro
Sucessor Dom Lucio Andrice Muandula
Mandato 1976 - 2004
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 9 de junho de 1957
Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Conceição
Nomeação episcopal 31 de maio de 1976
Ordenação episcopal 24 de outubro de 1976
Xai-Xai
por Alexandre José Maria dos Santos, O.F.M.
Cardinalato
Criação 14 de fevereiro de 2015
por Papa Francisco
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Gabriel de Nossa Senhora das Dores
Brasão
Coat of arms of Júlio Duarte Langa.svg
Dados pessoais
Nascimento Mangunze
27 de outubro de 1927 (91 anos)
Nacionalidade moçambicano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

D. Júlio Duarte Langa (27 de outubro de 1927[1][2]) é um prelado moçambicano, cardeal-emérito (não eleitor) desde 2015 e bispo-emérito da Xai-Xai.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele freqüentou a escola local, antes de entrar no Seminário de Magude; então, estudou no Seminário de Namaacha, na então Arquidiocese de Lourenço Marques (agora Maputo).[1]

Foi ordenado padre em 9 de junho de 1957, na Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Conceição, em Lourenço Marques. Pastor assistente e, em seguida, pastor na Missão de Malaisse. Foi então nomeado consultor diocesano, membro do Conselho Presbiteral e geral finalmente vigário da diocese.[3] Por causa de seu profundo conhecimento das línguas locais, ele supervisionou a tradução vernacular dos textos do Concílio Vaticano II.[1]

Eleito bispo de João Belo em 31 de maio de 1976, em 1 de outubro, o nome da diocese foi mudado para Xai-Xai. Foi consagrado em 24 de outubro de 1976, por Alexandre José Maria dos Santos, O.F.M., arcebispo de Maputo, assistido por Francesco Colasuonno, arcebispo-titular de Tronto e por Januário Machaze Nhangumbe, bispo de Pemba. Resignou-se do governo pastoral da diocese em 24 de junho de 2004.[1]

Em 4 de janeiro de 2015, o Papa Francisco anunciou a sua elevação a cardeal, no Consistório Ordinário Público de 2015.[1][2].

A 14 de fevereiro de 2015 na Basílica de São Pedro, em Roma teve lugar o rito de imposição do barrete e da entrega do anel e da bula de criação cardinalícios pelo Papa Francisco, tendo sido investido com o título de São Gabriel de Nossa Senhora das Dores. É o segundo cardeal natural de Moçambique.

Referências

  1. a b c d e The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b «Consistório 2015: Papa reforça papel das «periferias» no Colégio Cardinalício». Agência Ecclesia. 4 de janeiro de 2015 
  3. «Agradeço, mas não fiz nada - D. Júlio Langa reage à noemaçao cardinalícia». Radio Vaticana. 5 de janeiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Félix Niza Ribeiro
Brasão episcopal
Bispo de Xai-Xai

19762004
Sucedido por
Lúcio Andrice Muandula
Precedido por
Criação do titulus
Brasão Cardinalício
Cardeal-presbítero de
São Gabriel de Nossa Senhora das Dores

2015
Sucedido por