Júlio de Brito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Júlio de Brito (Paris, 1896 - Porto, 1965) foi um arquiteto, engenheiro e professor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Júlio José de Brito nasceu em Paris a 30 de março de 1896 e era filho do pintor José de Brito e de sua mulher a Francesa Isabelle Ruffier Poupelloz (1874-1954).

Entrou para o curso de Arquitetura na Escola de Belas Artes do Porto em 1910 e em simultâneo inscreveu-se no Curso Complementar dos Liceus e Curso de Engenharia na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Em 1926 consegue o diploma de arquiteto.

Começou a lecionar ainda como estudante, em 1922, no Liceu Rodrigues de Freitas, em 1926 na Escola de Belas Artes do Porto, tendo-se mantido aí até à sua reforma em 1964.

Paralelamente à carreira de ensino, realizou trabalhos de engenharia e arquitetura sendo da sua autoria as seguintes obras e projetos no Porto:

  • o Teatro Rivoli (1929-1932);
  • o Cinema Coliseu (1972-1973), no Porto, em co-autoria com Cassiano Branco e Mário de Abreu;
  • a Casa Domingos Fernandes (1927), na Praça Mouzinho de Albuquerque, 151, também no Porto, em colaboração com Manuel Mendes;
  • os edifícios da Companhia de Seguros Garantia (Gaveto das Ruas Sá da Bandeira e Fernandes Tomás, Rua Saraiva de Carvalho, Gaveto da Rua Ramalho Ortigão e Avenida dos Aliados);
  • o edifício da Companhia de Fiação e Tecidos de Fafe, no Gaveto da Avenida dos Aliados e da Rua Rodrigues Sampaio;
  • a Confeitaria Ateneia, na Praça da Liberdade;
  • a Livraria Figueirinhas, no Gaveto da Rua de Ceuta e da Rua José Falcão;
  • o edifício da CIFA, na Rua de Ceuta;
  • o edifício de Gaveto das Ruas Duque de Loulé e Alexandre Herculano;
  • um edifício na Praça Pedro Nunes;
  • o edifício do Preventório da A.T.N.P., na Rua S. Roque da Lameira.
  • foi co-autor do projeto das antigas instalações da Faculdade de Engenharia na Rua dos Bragas;
  • foi co-autor do projeto da fábrica das Sedas Aviz (já desaparecida);
  • o edifício e o Café Aviz, na Rua de Aviz;
  • a Junta de Freguesia de Cedofeita (1934).
  • o edifício da rua do Rosário, 107

Fora da cidade do Porto, são da sua autoria os seguintes projetos:

  • o Sanatório de Montalto, em Gondomar;
  • o Hotel Garantia e o Mercado de Famalicão;
  • o Teatro Jordão, em Guimarães;
  • o Cine Teatro S. Pedro, em Espinho;
  • o Edifício "A Nacional", em Braga;
  • o Liceu de Vila Real;
  • os edifícios dos conventos das Carmelitas em Marco de Canaveses e no Monte de Estoril;
  • o Convento das Freiras de Singeverga, em Santo Tirso;
  • a Agência do Banco Pinto de Magalhães, na Rua do Ouro, em Lisboa.

Júlio de Brito faleceu no Porto a 26 de Março de 1965.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]