Jaakko Hintikka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jaakko Hintikka
Nascimento 12 de janeiro de 1929
Vantaa
Morte 12 de agosto de 2015 (86 anos)
Porvoo
Cidadania Finlândia
Alma mater Universidade de Helsinque
Ocupação filósofo, professor universitário
Prêmios Bolsa Guggenheim
Empregador Universidade do Estado da Flórida, Universidade de Boston
Movimento estético filosofia analítica

Kaarlo Jaakko Juhani Hintikka (12 de janeiro de 1929 – 12 de agosto de 2015) foi um filósofo e lógico finlandês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Hintikka nasceu em Helsingin maalaiskunta (agora Vantaa).

Em 1953, ele obteve seu doutorado pela Universidade de Helsinque para uma tese intitulada Distributive Normal Forms in the Calculus of Predicates.

Depois de ensinar por alguns anos na Universidade do Estado da FlóridaUniversidade Stanford, Universidade de Helsinque, e Academia da Finlândia, ele terminou a sua carreira como Professor de filosofia na Universidade de Boston. Prolífico autor ou co-autor de mais de 30 livros e mais de 300 artigos acadêmicos, Hintikka contribuiu para a lógica matemática, lógica filosófica, a filosofia da matemática, epistemologia, filosofia da linguagem e a filosofia da ciência. Seus trabalhos já apareceram em mais de nove idiomas.

Hintikka é considerado o fundador da lógica epistémica formal e da Lógica do diálogo. Logo no início de sua carreira, ele elaborou uma semântica da lógica modal essencialmente análoga à semântica de Kripke, e descobriu o tableau semântico, independentemente de Evert Willem Beth, método amplamente ensinado. Mais tarde, trabalhou principalmente na semântica de jogos (game semantics), e em lógica de independência amigável, conhecida por seus "quantificadores de ramificação", que ele acreditava fazer melhor jus para intuições sobre quantificadores do que o convencional, a lógica de primeira ordem. Ele fez importantes obras exegéticas sobre Aristóteles, Immanuel Kant, Wittgenstein, e Charles Sanders Peirce. O trabalho de Hintikka pode ser visto como uma continuação da tendência analítica na filosofia fundada por Franz Brentano e Peirce, avançada por Gottlob Frege e Bertrand Russell, e que continuou por Rudolf Carnap, Willard Van Orman Quine, e pelo professor de Hintikka, Georg Henrik von Wright. Por exemplo, em 1998, ele escreveu The Principles of Mathematics Revisited, que assume uma postura exploratória comparável ao que Russell realizou em, The Principles of Mathematics , em 1903.

O professor Hintikka era estudante de G. H. von Wright. Hintikka também foi Junior Fellow na Universidade de Harvard (1956-9), e ocupou várias posições acadêmicas na Universidade de Helsínquia, na Academia da Finlândia, na Universidade do Estado da Flórida e, finalmente, na Universidade de Boston, a partir de 1990 até sua morte.[1]

Hintikka foi editor da revista acadêmica Synthese de 1962 a 2002, e foi editor consultor em mais de dez publicações. Foi o primeiro vice-presidente da Federação Internacional das Sociedades de Filosofia, vice-presidente do Instituto Internacional de Filosofia (1993-1996), bem como um membro da Associação Filosófica Americana, da União Internacional de História e Filosofia da Ciência, Association for Symbolic Logic, e um membro do conselho de administração da Associação de Filosofia da Ciência. Em 2005, ele ganhou o prêmio Rolf Schock em lógica e filosofia "por suas contribuições pioneiras pela análise lógica de conceitos modais, em particular os conceitos de conhecimento e de crença". Em 1985, foi presidente da Associação Filosófica da Flórida.

Ele era membro da Academia Norueguesa de Literatura e Ciências.[2]

Livros selecionados[editar | editar código-fonte]

Bibliografia, por Auxier e Hahn (2006).

Veja também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Floyd, Juliet. Boston University Philosophy Department. Boston University http://www.bu.edu/philo/2015/08/13/professor-jaakko-hintikka-1929-2015/. Consultado em 2 September 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda); Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. «Gruppe 3: Idéfag» (em Norwegian). Norwegian Academy of Science and Letters. Consultado em 16 January 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Referências[editar | editar código-fonte]

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]