Jabuti-piranga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Jabuti, veja Jabuti (desambiguação).
Como ler uma caixa taxonómicaJabuti-piranga
Red Footed Tortoise 001.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudinata
Família: Testudinidae
Género: Chelonoidis
Espécie: C. carbonaria
Nome binomial
Chelonoidis carbonaria
(Spix, 1824)

O Jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria) é uma das duas espécies de jabuti.[1]

A espécie é comum nas matas brasileiras, desde o Nordeste (subespécie) até o Sudeste. A sua distribuição estende-se também desde a Colômbia oriental até às Guianas, indo até o Rio de Janeiro no Sul, Bolívia, Paraguai e norte da Argentina a Oeste.[2]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Em Tupi, Jabuti-piranga quer dizer "O que come pouco vermelho". Em Inglês, é chamado de Red-Footed Tortoise (Tartaruga de Pés Vermelhos), pois em geral possui escamas vermelhas nas patas e na cabeça.[3] Seu casco possui coloração mais vívida do que o do jabuti-tinga.[3]

A carapaça do jabuti-piranga é ligeiramente alongada, alta e decorada com um padrão em polígonos de centro amarelo e com desenhos em relevo. A cabeça retrátil e as patas estão cobertas por escudos vermelhos e negros, e amarelos e negros na sua subespécie do nordeste. Os machos são em média ligeiramente maiores que as fêmeas[1], variando entre 30 e 35 centímetros.[1] No entanto, há registros de espécimes que chegaram a 60 centímetros e 40 quilos.[1]

O plastrão é reto ou convexo nas fêmeas e côncavo nos machos, justamente para encaixarem nas fêmeas por ocasião da cópula.[2]

Alimentação[editar | editar código-fonte]

A alimentação do jabuti é feita principalmente à base de frutos mas os jabutis são animais onívoros, ou seja, se alimentam de quase qualquer substância orgânica. Costumam comer carne, frutas doces, verduras e legumes.[1]

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Sua maturidade sexual situa-se entre os 5 e 7 anos.[2] O tempo para incubação de ovos varia de seis a nove meses. A quantidade de ovos em uma postura varia de 5 a 10 ovos sendo que a subespécie tem uma postura maior de 10 a 15 ovos.[2] Tempo de vida em torno de 80 anos.

Raças[editar | editar código-fonte]

Não há subespécies o jabuti-piranga, mas existe uma enorme variedade de tipos físicos, de acordo com sua localização geográfica, ou com cruzamentos em cativeiro.[1]

O Jabuti Piranga do Nordeste é o holótipo da espécie, e possui cabeça e membros de cor vermelha ou alaranjada, e o plastrão amarelo claro. Na natureza, habita a Venezuela, Guiana, Suriname e Regiões Norte e Nordeste do Brasil.[1]

Já o Jabuti Piranga de Granada é uma raça que se desenvolveu em Granada, a partir do Jabuti do Nordeste. Apresenta cores mais vivas e o tamanho menor do que o Jabuti do Nordeste.[1]

Há ainda o Jabuti do Norte, o Jabuti do Sul, o Jabuti Cabeça de Cereja, além de outras variedades obtidas por cruzamentos selecionados pela ação humana, tais como o Jabuti Piranga Branco, Jabuti Piranga Vermelho, Jabuti Piranga Mel, Jabuti Piranga Preto e o Jabuti Piranga da Carapaça Cinza.[1] Há ainda o hibridismo entre piranga com tinga, o que geralmente resulta em filhotes estéreis.[1]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons


Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Répteis, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.