Jacaré (Niterói)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Jacaré é um bairro da Região Oceânica de Niterói, estado do Rio de Janeiro.[1][2] Tem como limites os bairros de Santo Antônio, Piratininga, Cafubá, Cantagalo, Vila Progresso, Muriqui, Rio do Ouro, Serra Grande e Maravista. É um bairro pouco conhecido, em parte pelo fato de que a maioria dos estabelecimentos comerciais ao longo da principal via que lhe atravessa, a Estrada Francisco da Cruz Nunes, utilizam nomes de outros bairros, como por exemplo Itaipu.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Seu nome tem origem no Rio Jacaré, que atravessa seu território, e onde, segundo informações de moradores na década de 1990, ainda era possível encontrar por lá tais animais.[2]

Geografia[editar | editar código-fonte]

No interior do bairro, ainda encontram-se produtores agrícolas e criadores de pequena monta. A ocupação se desenvolveu em torno da principal via do bairro, a Avenida Frei Orlando, onde predomina a população de baixa renda — com exceção do Condomínio Ubá que, margeando a estrada do Jacaré, é um dos mais antigos da Região Oceânica. A favelização aparece sobretudo no morro da Boa Esperança, situado entre as estradas do Jacaré e Celso Peçanha.

Ainda na década de 2000, é possível observar a coexistência de sitiantes com áreas favelizadas, além de demais núcleos de baixa renda.[2] Outra área de favelização situa-se no Vale Verde, que derivou da remoção de alguns moradores dos arredores da lagoa de Piratininga.[2]

Delimitação[editar | editar código-fonte]

Localização do bairro do Jacaré no município de Niterói.

O território do Jacaré limita-se com Piratininga pela Estrada Francisco da Cruz Nunes,[3] e também com Cafubá numa divisa tripla situada na esquina desta via com a Rua Roma (esta pertencente a Piratininga).

Pelo outro lado, ainda na Estrada Francisco da Cruz Nunes, limita-se um pouco após o cruzamento desta com a Rua Jornalista Siney Correa, com Piratininga e Santo Antônio.[3]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo o Censo IBGE de 2000, o Jacaré possuía 4154 habitantes.[2]

Serviços[editar | editar código-fonte]

No bairro está situado o Itaipu Multicenter, criado na década de 2000, e desde então o maior shopping da Região Oceânica. O centro comercial, apesar do nome, está situado a noroeste da Rua Jornalista Siney Correa, do outro lado da pista da Estrada Francisco da Cruz Nunes o que o faz com que esteja dentro dos limites do Jacaré.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O Jacaré surge do parcelamento de uma grande fazenda, fato este que favoreceu a grilagem de suas terras. Desde a década de 1960 o Jacaré passou a ser ocupado por posseiros de terra. Nos anos 80, o município desapropriou parte dessas terras, para transferir a propriedade definitivamente aos seus moradores.[2]

A ocupação se desenvolveu em torno do principal logradouro, a Avenida Frei Orlando, na época chamada Estrada do Jacaré. Em 1972, foi construído no bairro o Condomínio Ubá, embora seu acesso principal seja fora dele.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Prefeitura de Niterói. «Bairros de Niterói». Consultado em 18 de novembro de 2013 
  2. a b c d e f g Cultura Niterói. «Jacaré». Consultado em 18 de novembro de 2013 
  3. a b Secretaria de Urbanismo de Niterói. «Limites Municipais» (PDF). Consultado em 18 de novembro de 2013. Arquivado do original (PDF) em 24 de dezembro de 2013 
  4. Marlice Nazareth Soares de Azevedo e Cinthia Lobato Serrano (2012). «Expansão Urbana e Urbanização dispersa. Duas faces da mesma moeda» (PDF). Consultado em 18 de novembro de 2013. Arquivado do original (PDF) em 24 de dezembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jacaré (Niterói)