Jacek Malczewski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jacek Malczewski
Jacek Malczewski
Nome completo Jacek Malczewski
Nascimento 15 de junho de 1854
Polónia Radom, Polônia
Morte 8 de outubro de 1929 (75 anos)
Polónia Cracóvia, Polônia
Nacionalidade polaco
Ocupação Pintor
Influências
Influenciados
Principais trabalhos Śmierć Ellenai (A Morte de Helena, 1883), Wigilia na Syberii (Véspera de Natal na Sibirien, 1892), Melancholia (Melancolia, 1890–1894) e Błędne koło (O Círculo do Diabo, 1895–1897)

Jacek Malczewski (Radom, 15 de julho de 1854Cracóvia, 8 de outubro de 1929) foi um pintor modernista e simbolista polaco.

Vida[editar | editar código-fonte]

Jacek Malczewski cresceu em uma família burguesa empobrecida e foi primeiramente educado por seus pais, sendo enviado aos 13 anos para as propriedades de um tio. Em 1871 ele mudou-se para Cracóvia, onde cursou o ensino médio e frequentou, como aluno ouvinte, a Escola de Belas Artes, que mais tarde tornou-se Academia de Arte de Cracóvia.

Jan Matejko, famoso pintor histórico, à época diretor da instituição, reconheceu o talento de Jacek Malczewski e o convenceu a continuar os estudos de arte formalmente. Estudos que Jacek Malczewski viria a terminar com Henri Lehman[1] na Escola Superior Nacional de Belas Artes de Paris.

Malczewski retornou em 1896 para a Academia de Arte de Cracóvia, desta vez como professor, lá lecionou até 1900 e posteriormente entre 1912 e 1921, durante os dois primeiros anos deste último período, Malczewski foi reitor da instituição.[1] Em 1871, fundou em Cracóvia, a Associação de Arte Sztuka. Apesar de suas inúmeras estadias no exterior (França, Alemanha, Áustria, Itália, Grécia e Turquia), suas maiores influências são o folclore e a arte polonesa. Devido ao seu trabalho, ele foi uma figura central para o movimento Jovem Polônia na virada do século XIX para o século XX.

Obra[editar | editar código-fonte]

Malczewski dedicou-se primeiramente à pintura de paisagens e ao realismo histórico em estilo romântico, predominantemente em cores escuras, sob a influência de Arthur Grottgers. Por volta de 1890, ele começou a voltar-se para o simbolismo, entretanto o conteúdo permaneceu fiel a temas históricos. Entre suas obras mais famosas estão Śmierć Ellenai (A Morte de Helena, 1883), Wigilia na Syberii (Véspera de Natal na Sibirien, 1892), Melancholia (Melancolia, 1890–1894) e Błędne koło (O Círculo do Diabo, 1895–1897). Além disso ele pintou uma série de auto-retratos.


Galeria[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  1. Pruszak, Tomasz Adam (2009). Malarstwo polskie: ze zbiorów Narodowego Banku Polskiego. Varsóvia: Rosikon Press. p. 16;67. 94 páginas. ISBN 9788388848698 
  2. ŁAWNICZAKOWA, Agnieszka: Jacek Malczewski. Cracovia: Wydawnictwo Ryszard Kluszczyński, 1995.
  3. Rodríguez Cardona, Ángel (2003). El mundo simbólico de Jacek Malczewski: Cuadros del Museo Nacional de Cracovia. [S.l.]: Caja Duero. 207 páginas 

Referências

  1. a b Pruszak 2009, pp. 16;67
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jacek Malczewski