Jacinta Pichimahuida (franquia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Jacinta Pichimahuida é uma franquia baseada nas histórias infantis escritas pelo argentino Abel Santa Cruz nos anos 40. A franquia consiste em um livro de republicações, sete telenovelas (três argentinas, três mexicanas e uma brasileira), quatro filmes (dois argentinos e dois brasileiros) e um musical e enfoca o dia a dia de uma professora chamada Jacinta, e sua turma de alunos em uma escola primária. As versões mais conhecidas são as que foram feitas na televisão.

Livro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cuentos de Jacinta Pichimahuida

O livro, lançado em 1967, é uma espécie de republicação de todos as histórias escritas por Abel Santa Cruz nos anos 40. A história reflete a própria infância do escritor, que teve uma professora chamada Jacinta, assim como seu personagem, na escola primária. Todos os contos que escrevia eram originalmente publicados na revista semanal argentina Patoruzú.

Adaptações[editar | editar código-fonte]

Telenovela[editar | editar código-fonte]

A primeira adaptação da história foi a telenovela transmitida na rádio argentina em 1964, e dois anos depois em 1966, foi adaptada para a televisão intitulada como Jacinta Pichimahuida, la Maestra que no se Olvida, transmitida pela emissora argentina América TV. Em 1983, a franquia é revitalizada com a série Señorita Maestra que durou dois anos, sendo transmitida pela emissora argentina ATC.

Em 1989, a história é recontada pela emissora mexicana Las Estrellas (então Canal de las Estrellas) da Televisa com a novela Carrusel, considerada a adaptação mais conhecida até hoje. Nos anos de 1992 e 2002, a emissora mexicana faz mais duas versões dessa história com Carrusel de las Américas e ¡Vivan los Niños!, ambas consideradas como uma espécie de remake da trama de 1989.

Em 2012, a emissora brasileira SBT produz outra versão da história, porém baseada na mexicana de 1989, intitulada como Carrossel. No Brasil, as três versões mexicanas também foram transmitidas pelo SBT, sendo a primeira considerada a de maior êxito no país.

Novela Emissora País Protagonista Personagem
Jacinta Pichimahuida, la Maestra que no se Olvida (1966) América Televisión Argentina Evangelina Salazar Jacinta Pichimahuida
Señorita Maestra (1983–85) ATC Cristina Lemercier
Carrusel (1989) Las Estrellas México Gabriela Rivero Jimena Fernández
Carrusel de las Américas (1992)
¡Vivan los Niños! (2002) Andrea Legarreta Lupita Gómez
Carrossel (2012) SBT Brasil Rosanne Mulholland Helena Fernandes

Desenho animado[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Carrossel (desenho animado)

O desenho foi anunciado no dia 23 de Fevereiro de 2013 pelo SBT Brasil, e sua estréia prevista para o segundo semestre do mesmo ano,[1] porém, ela foi adiada para 18 de Agosto de 2015, e novamente para 4 de Janeiro de 2016.[2] Foi produzido pela emissora SBT em parceria com a produtora SuperToons.

Filme[editar | editar código-fonte]

Jacinta Pichimahuida, la Maestra que no se Olvida (1974)

O primeiro filme é uma espécie de versão cinematográfica da novela de 1966, dirigido por Juan David Elicetche. Diferente da novela, o filme foi filmado a cores e os mesmos personagens foram interpretados por outros atores. A professora foi interpretada pela atriz argentina María de los Ángeles Medrano. Pelo filme ser baseado na novela, seu enredo não difere desta.

Jacinta Pichimahuida se Enamora (1979)

Ver artigo principal: Jacinta Pichimahuida se Enamora

O segundo filme foi produzido em 1979 e contou com o mesmo elenco do anterior. Foi dirigido por Enrique Cahen Salaberry e contou novamente com a atriz Medrano interpretando a professora. O enredo do filme enfoca a vida amorosa da professora Jacinta.

Carrossel: O Filme (2015)

Ver artigo principal: Carrossel: O Filme

Dirigido por Alexandre Boury e Maurício Iça, o longa foi o primeiro a ser baseado na versão brasileira da novela, além de ser o primeiro a não ter a aparição da Professora Helena. A atriz Rosanne Mulholland que interpretou a personagem na novela, chegou a ser cotada para o filme, porém sua aparição não foi acertada devido a atriz ser então contratada da Rede Globo. O enredo focou nas férias escolares dos alunos.

Carrossel 2: O Sumiço de Maria Joaquina (2016)

Segundo filme baseado na telenovela brasileira e foi dirigido por Maurício Iça. Ao contrário do primeiro filme, Carrossel 2 contou com a presença da Professora Helena, interpretada por Mulholland, e focou no sequestro de Maria Joaquina durante uma outra excursão feita pelos alunos.

Teatro[editar | editar código-fonte]

Em 1990, o elenco da produção de 1989 realizou um musical da novela intitulada como La Magia de Carrusel. A atriz Gabriela Rivero e o elenco infantil participaram de todos os espetáculos. Além do México, o musical foi apresentado em outros países que era transmitida a novela como Porto Rico e Brasil.[3][4]

Trilhas sonoras[editar | editar código-fonte]

Señorita Maestra (1983)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Señorita Maestra (álbum)

A trilha sonora da série Señorita Maestra foi lançado em 1983 pela RCA Victor. A trilha consiste em canções interpretadas pelo elenco da série e pela protagonista, a atriz argentina Cristina Lemercier que interpretou a professora Pichimahuida.[5] A maioria das canções foram escritas por Abel Santa Cruz.

Carrusel (1989)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Carrusel (álbum)

A trilha da telenovela mexicana Carrusel foi lançada em 1989 com canções interpretadas pelo elenco infantil e pela protagonista, a atriz Gabriela Rivero que interpretava a professora. Boa parte da trilha não foi executada durante a trama, exceto a canção-tema "Carrusel de Niños". Isso porque a maioria das canções foram mais usadas para o musical La Magia de Carrusel.

Carrossel (1991)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Carrossel (álbum de 1991)

Essa trilha que também pertence à novela mexicana foi lançada em 1991 somente no Brasil durante sua exibição no país, pelas gravadoras RCA e BMG. A emissora que transmitia a novela, SBT, decidiu modificar toda a trilha, a substituindo por outras canções interpretadas por artistas brasileiros.[6] A canção "Carro-Céu", interpretada pelo grupo infantil Super Feliz, foi escolhida como a canção-tema da novela e a original, "Carrusel de Niños", esteve presente em todos os capítulos, porém em versão instrumental.

Carrosel Dois: Professora Helena Cantando com as Crianças (1991)[editar | editar código-fonte]

A segunda trilha brasileira da novela mexicana foi também lançada pelas gravadoras RCA e BMG somente no Brasil, devido ao sucesso da dubladora Marlene Costa, que fazia a voz da professora na trama. A trilha constituída por cantigas de roda, não foi executada nenhuma vez durante a trama.[6]

Carrossel (1995)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Carrossel (álbum de 1995)

Aproveitando o sucesso da segunda reprise no Brasil da novela mexicana Carrusel em 1995, a emissora SBT em parceria com a gravadora Polygram lançam a terceira trilha brasileira. O álbum é uma coletânea em que reúne algumas canções da primeira e da segunda trilha brasileira lançadas em 1991, durante a primeira exibição da novela no país.[7]

Carrossel (2012)[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do remake brasileiro da trama de 1989, foi lançada em 13 de Junho de 2012 pela SBT Music e Building Records. As canções foram interpretadas por artistas brasileiros e pelo próprio elenco infantil da novela. Duas delas são regravações das que estiveram presentes na primeira trilha brasileira da trama original: "Carro-Céu" e "Varinha de Condão".

Carrossel: Volume 2 (2012)[editar | editar código-fonte]

A segunda trilha da novela brasileira foi lançada em 3 de Outubro de 2012 pela SBT Music e Building Records. Nessa trilha há algumas canções novas e regravações de canções já conhecidas, interpretada por artistas brasileiros e pelo elenco infantil da novela.

Referências

  1. SBT confirma desenho animado de "Carrossel", que estreia no segundo semestre (22/02/13). Natelinha. Página visitada em 10 de Dezembro de 2015.
  2. Desenho de "Carrossel" vai estrear em janeiro no SBT. TN Audiência. Página visitada em 10 de Dezembro de 2015.
  3. "Carrossel" vai muito bem, obrigado! (31/10/12) Arquivado em 18 de março de 2015, no Wayback Machine.. Tele Dossiê. Página visitada em 29 de Novembro de 2012.
  4. La Magia de Carrusel - 1992[ligação inativa]. GabrielaRivero.com.br. Página visitada em 29 de Novembro de 2012.
  5. Cirilo, condenado (3/08/11). Página/12. Página visitada em 1 de Dezembro de 2012.
  6. a b "Carrossel": Entre duendes e fadas a Alta Definição espera por nós (21/06/12) Arquivado em 2 de outubro de 2013, no Wayback Machine.. Tele Dossiê. Página visitada em 27 de Novembro de 2012.
  7. O fenômeno da novela "Carrossel" (31/08/12). Revista Veja. Página visitada em 27 de Novembro de 2012.