Jaconé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jaconé
—  Bairro do Brasil  —
Praia de Jaconé
Praia de Jaconé
Unidade federativa Rio de Janeiro
Distrito 3º Distrito: Saquarema e 2º Distrito: Maricá
Município Brasao Saqua Sm.svg Saquarema, Brasao-marica.jpg Maricá
Área
 - Total 27,3km²
População
 - Total 4,959
Limites Ponta Negra, Barra Nova, Sampaio Correa e Serra do Mato Grosso
Subprefeitura Subprefeitura do 3º Distrito de Saquarema e Subprefeitura do 2º Distrito de Maricá
Fonte: Não disponível

Jaconé é um bairro limítrofe dos municípios de Saquarema e Maricá, lar de muitos pescadores, pesquisadores e surfistas.

Comunidade[editar | editar código-fonte]

O bairro possui um DPO da PMERJ, um posto de saúde 24h e três escolas públicas, uma na parte que pertence ao município de Maricá e duas na que pertence ao município de Saquarema.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O bairro faz divisa com os bairros de Ponta Negra, Sampaio Correa, Serra do Mato Grosso e Barra Nova. Sua praia, com 11km de extensão, é limpa, de ondas fortes, e muito pouco frequentada, sendo um ótimo local para a prática de surf e pesca à linha.

Vista da Lagoa de Jaconé

A lagoa de Jaconé tem 3,6km² de área e é completamente despoluída, consequentemente, é a morada de vários tipos de peixes, crustáceos e moluscos, o que atraí inúmeros pescadores. Em suas margens, pode-se encontrar diversas espécies de animais, como jacarés, cobras, capivaras e diversas espécies de aves. O canal por sua vez que serve de ligação da Lagoa de Jaconé com a Lagoa de Saquarema que está interligada ao mar. O bairro ainda é banhado pelo final da Lagoa de Saquarema.

Sua praia conta com as famosas "beach rocks" [1] , citadas por Charles Darwin quando esteve no bairro em sua famosa jornada em terras brasileiras, logo, é um grande atrativo para muitos pesquisadores frequentarem o local.

Subdivisões do bairro[editar | editar código-fonte]

O bairro de Jaconé tem algumas subdivisões por conta de sua extensão territorial. As subdivisões são: Manitiba, Caxias, Jaconé Velho e Cabanas, na parte territorial pertencente a Saquarema. Restinga, Coreia e Roberto Marinho na parte territorial pertencente a Maricá.

Futuro polo naval[editar | editar código-fonte]

Um projeto de construção de um polo naval no bairro de Jaconé na parte que pertence à cidade de Maricá está em andamento. Muitos ambientalistas[2] são contra o projeto.

O governo fluminense apoia o projeto. Segundo a secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, a área poderá escoar a produção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), localizado em Itaboraí, além de receber estaleiro para a manutenção de plataformas. O porto de Jaconé terá capacidade para receber 850 mil barris/dia de petróleo, o que corresponde a 40% da produção atual do país. Na época da publicação do projeto, a previsão era de que a obra seja concluída em 2015, coincidindo com a inauguração do Comperj.[3]

Referências

  1. Kátia Leite Mansur, Renato Rodriguez Cabral Ramos, José Marcus de Oliveira Godoy, Vitor Manuel Rodrigues do Nascimento (01/06/2011). «Revista Brasileira de Geociências - Beachrock de Jaconé, Maricá e Saquarema - RJ: importância para a história da ciência e para o conhecimento geológico». Revista Brasileira de Geociências. Consultado em 28/07/2016. 
  2. «Audiência Pública do Porto de Jaconé será em fevereiro no Clube Saquarema». O Saquá. 21/01/2015. Consultado em 20/04/2015. 
  3. Implantação do Polo Naval de Jaconé pode começar este ano (Agência Brasil)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.