Jacques Cukierkorn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo.
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2019). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jacques Cukierkorn
Nascimento Jacques Cukierkorn
12 de outubro de 1967 (51 anos)
Flag of Brazil (1960–1968).svg São Paulo, Brasil
Nacionalidade Brasil
Ocupação Escritor e Rabino
Página oficial
http://www.rabbicukierkorn.com

Jacques Cukierkorn, é escritor e rabino. Fez parte do Movimento Reformista, mas saiu por se negar a cumprir suspensão de 2 anos, enquanto era investigado de acusação de corrupção no New Reform Temple, no Kansas. Nasceu em São Paulo (1967), Brasil. Foi ordenado rabino em 1994 pelo Hebrew Union College em Cincinnati, Ohio. Vive junto a sua família no Kansas, Estados Unidos, onde trabalhou entre 2002 e 2012 para o New Reform Temple, Kansas, e depois fundou o Temple Israel da Gran Kansas City[1], onde é o líder espiritual, após não ter o seu contrato renovado no NRT.

Possui obras sobre o Judaísmo, em que busca explicar de maneira clara as tradições judaicas e as diferentes visões do Judaísmo atual, dentre elas está "Accessible Judaism: A Concise Guide to Judaism"[2], traduzido em português pelo Rabino Uri Lam, com o título "Judaísmo Acessível: Um guia conciso dos valores e práticas do Judaísmo moderno". Também é co-autor, junto a Bill Tammeus, do livro "They Were Just People: Stories of Rescue in Poland During the Holocaust"[3] de um livro sobre judeus poloneses durante o Holocausto, também traduzido para o português. Publica habitualmente artigos em distintos periódicos e revistas.

Cripto-judeus[editar | editar código-fonte]

Se diz perito sobre os anussim ou cripto-judeus[4] no Brasil, embora seu trabalho tenha sido prejudicado pelo Rabino Ventura, que transformou a questão dos anussim no Brasil, em um grande business, retornando pessoas ao Judaísmo, sem o mínimo critério, o que de alguma forma não contribui para que este tabu seja superado pela comunidade judaica. Os anussim são conhecidos como os descendentes de judeus que foram forçados a converter-se ao cristianismo e perseguidos pela Inquisição em Portugal, Espanha e suas colônias, mas que mantiveram em segredo sua identidade judaica, no entanto, muitas pessoas que se dizem anussim, não têm uma fundamentação que realmente comprove sua ancestralidade. Jacques Cukierkorn facilitou o retorno de alguns destes cripto-judeus em várias partes do mundo, e quando não tinha como comprovar fidedignamente sua ancestralidade, converteu algumas centenas de pessoas, devido a seu amor pelo Judaísmo, chegando até a ser noticia em prestigiosos jornais israelenses como Haaretz [5] e Jerusalem Post [6] por ter ajudado a centenas de pessoas a retornarem ao Judaísmo, principalmente na América Latina, mas também na Europa e nos Estados Unidos.

Jacques Cukierkorn é fundador de Brit Brajá [7], primeira comunidade judaica de língua espanhola e portuguesa baseada na internet [8] e direcionada principalmente aos descendentes de cristãos-novos. Ele assessora igualmente várias organizações internacionais de apoio aos descendentes de judeus da diáspora judaica, tais como o projeto Kulanu [9].