Jailson Marcelino dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jailson
Jailson
Jailson com o Palmeiras em 2017.
Informações pessoais
Nome completo Jailson Marcelino dos Santos
Data de nasc. 20 de julho de 1981 (39 anos)
Local de nasc. São José dos Campos (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,87 m
Destro
Apelido Jailsão da Massa,[1] Homem-Borracha,[2]
Julius,[2] Pantera Negra[3]
Informações profissionais
Clube atual Palmeiras
Número 42
22 (Libertadores)
Posição Goleiro
Clubes de juventude
Joseense
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003
2004–2005
2006
2007
2007–2009
2009
2010–2012
2012–2013
2013–2014
2014–
Campinense
Joseense
Ituano
Campinense
Guaratinguetá
Juventude
Guaratinguetá
Oeste
Ceará
Palmeiras
0000 0000(0)
0029 0000(0)
0016 0000(0)
0014 0000(0)
0068 0000(0)
0006 0000(0)
0101 0000(0)
0015 0000(0)
0023 0000(0)
0077 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 14 de novembro de 2020.

Jailson Marcelino dos Santos, mais conhecido como Jailson (São José dos Campos, 20 de julho de 1981), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente defende o Palmeiras.

Foi eleito, em 2016, o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro dos prêmios Bola de Prata e Craque do Brasileirão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Oeste[editar | editar código-fonte]

2012[editar | editar código-fonte]

Titular no Oeste, um dos responsáveis por levar o time até então de Itápolis ao mata mata na Série C e vencer a final contra o Icasa.

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

2014 e 2015[editar | editar código-fonte]

Reserva no Ceará, Jaílson foi contratado pelo Palmeiras no final da temporada de 2014. Com o titular Fernando Prass em fase final de recuperação de uma fratura no cotovelo direito e os reservas Fábio, Bruno, e Deola constantemente criticados pela torcida,[4] Jaílson, devido à experiência (na época com 33 anos), foi contratado, a pedido do técnico Dorival Júnior, numa tentativa de resolver os problemas defensivos do clube, que na ocasião ocupava a 17ª posição no Campeonato Brasileiro.[5]

Contudo, não teve a chance estrear pelo clube no ano. Logo após sua chegada, Prass, já recuperado da lesão, voltou ao time.[6] Estrearia pela equipe somente em 2015, num amistoso de pré-temporada contra o Shandong Luneng, da China. No fim de abril, foi titular pela primeira vez contra o Sampaio Corrêa, no Maranhão, pela segunda fase da Copa do Brasil, onde o Palmeiras empatou por 1 a 1 com o time maranhense.[7]

2016 e ascensão[editar | editar código-fonte]

Em 2016, com a lesão de Prass durante a preparação para os Jogos Olímpicos de 2016, Jaílson, após falhas do então reserva Vagner[8], assumiu a meta do time durante o restante da temporada. Após assumir a titularidade, Jailson disputou 19 partidas pelo Campeonato Brasileiro e conquistou o título de maneira invicta (14 vitórias e 5 empates) com uma rodada de antecedência, após vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense.[9] As atuações em alto nível renderam ao veterano arqueiro, em sua primeira temporada na Série A, os prêmios da Bola de Prata e da CBF de melhor goleiro da competição.[10]

2017[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2017, voltou a ser titular contra o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro e defendeu uma penalidade máxima de Diego, garantindo o empate em 2 a 2. A atuação lhe valeu o prêmio de melhor jogador do Palmeiras na partida.[11] Foi promovido ao time titular após falhas de Fernando Prass[12] e disputou a partida de volta das oitavas-de-final da Copa Libertadores contra o Barcelona de Guayaquil. Nos pênaltis, Jaílson até chegou a defender uma das cobranças, mas não foi suficiente para evitar a eliminação do time paulista.[13]

Após a partida, foi revelado que Jaílson havia sofrido uma rara lesão no quadril, o que o deixou de fora pelo resto da temporada.[14]

2018[editar | editar código-fonte]

Iniciou a temporada de 2018 como titular, superou a concorrência de Fernando Prass e do recém-contratado e campeão olímpico com a Seleção Brasileira, Weverton.

Em 4 de fevereiro, após vitória por 2 a 1 contra o Santos, chegou à incrível marca de 40 jogos e apenas 1 derrota pelo clube, tendo participado com defesas importantes durante a partida. Foi o terceiro triunfo em três clássicos disputados. Os dois anteriores foram no Campeonato Brasileiro de 2016: 2 a 1 no São Paulo e 2 a 0 no Corinthians. Em 27 de março, em disputa de pênaltis contra o Santos pelo Campeonato Paulista, defendeu um pênalti e ajudou o Palmeiras a se classificar para as finais do torneio.[15]

2020[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2020, Jailson renovou seu contrato com o Palmeiras até o final de 2021.[16]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2020, Jailson testou positivo para COVID-19.[17]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Oeste
Ceará
Palmeiras

Premiações Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Com 'Jailsão da Massa' de modelo, Palmeiras apresenta nova camisa de goleiro
  2. a b Bons jogos rendem até apelido, mas Jailson ainda recebe dicas de Cuca
  3. Carta a Jaílson, o Pantera Negra
  4. «Palmeiras contrata goleiro do Ceará para solucionar ausência de Fernando Prass». Esporte IG. Consultado em 20 de julho de 2016 
  5. «Palmeiras acerta a contratação do goleiro Jaílson, do Ceará». Globo Esporte. 20 de julho de 2016 
  6. «Fernando Prass volta ao gol do Palmeiras após cinco meses». Folha de S.Paulo. Consultado em 20 de julho de 2016 
  7. «Sem entrosamento, Palmeiras fica no empate com o Sampaio Corrêa». Globoesporte.com. 29 de abril de 2015 
  8. «Vagner deixa time titular do Palmeiras e Jailson estreará na Série A». Gazeta Esportiva. 7 de agosto de 2016 
  9. «Jailson fecha Brasileiro invicto e vê "ano maravilhoso" no Palmeiras». Globoesporte.com. 11 de dezembro de 2016 
  10. «Com seis palmeirenses e Cuca, veja como ficou a seleção da Bola de Prata». ESPN. 12 de dezembro de 2016 
  11. «Jailson substitui Prass com defesa de pênalti, e Palmeiras empata com Fla». UOL Esporte. 19 de julho de 2017 
  12. «Como Marcos em 99, Jailson vira titular no gol do Palmeiras durante a Libertadores». Globoesporte.com. 9 de agosto de 2017 
  13. «Palmeiras perde nos pênaltis para o Barcelona-EQU e dá adeus à Libertadores». Globoesporte.com. 1 de agosto de 2017 
  14. «Considerada inédita no futebol, lesão de Jailson é comum no balé». Estadão. 24 de agosto de 2017 
  15. «Palmeiras bate o Santos nos pênaltis e avança à final do Paulistão». Globoesporte.com. 27 de março de 2018 
  16. «JOGADOR HÁ MAIS TEMPO NO PALMEIRAS, JAILSON RENOVA ATÉ O FINAL DE 2021». SE Palmeiras. 28 de setembro de 2020. Consultado em 28 de setembro de 2020 
  17. «Palmeiras tem novos casos de Covid-19 e chega a 15 jogadores infectados». Globo Esporte. 17 de novembro de 2020. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  18. Com seis palmeirenses e Cuca, veja como ficou a seleção da Bola de Prata
  19. Prêmio Brasileirão é liderado pelo Palmeiras e repleto de homenagens
  20. Prêmio Brasileirão define seleção do campeonato
  21. Palmeiras tem cinco eleitos na seleção do Troféu Mesa Redonda; veja os premiados

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.