Jamaicanos de ascendência africana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Jamaicanos de ascendência africana
Buju Banton (Apollo theater, 2007).jpgShelly-Ann Fraser-Pryce Moscow 2013 cropped.jpgBunny Lee (Reggae Awards 2007) cropped.jpgDesmond Dekker in 2005.jpgGrace Jones @ Fremantle Park (17 4 2011) (5648209193).jpgUsain Bolt smiling Berlin 2009.JPGBob-Marley-in-Concert Zurich 05-30-80.jpgMarcus Garvey 1924-08-05.jpg
Afro-jamaicanos notáveis:
Buju Banton •Tessanne Chin •Bunny Lee
Desmond Dekker •Grace Jones •Usain Bolt
Bob Marley •Marcus Garvey
População total

Aprox. 2.5 milhões
76.3% população da Jamaica[1]

Regiões com população significativa
 Jamaica
Diáspora jamaicana:
 Estados Unidos 910,979 + -
 Reino Unido 500,000 + -
 Canadá 231,110 + -
Línguas
Jamaican Patois, Jamaican English
Religiões
Cristianismo, Islão, Rastafari, outros
Grupos étnicos relacionados
Afro-americanos, Black British, Negros canadenses

Jamaicanos de ascendência africana ou afro-jamaicanos são cidadãos da Jamaica cuja ascendência repousa na África, especificamente África Ocidental.

Os primeiros africanos chegaram à Jamaica em 1513, procedentes da Península Ibérica, para onde eram enviados por traficantes espanhóis e os portugueses atuantes na África Ocidental. Até o início dos anos 1690 a participação de brancos e negros eram equivalentes no contingente populacinal jamaicano.[carece de fontes?]

Os negros africanos trabalhavam como criados, vaqueiros, pastores de gado, bem como caçadores. Quando os ingleses capturaram a Jamaica em 1655, muitos deles - que haviam lutado ao lado dos espanhóis, sendo por isso libertados - fugiram para as montanhas, resistindo aos britânicos por muitos anos para manter a sua liberdade, tornando-se conhecida como Maroons (em português, quilombolas).[carece de fontes?]

Afro-jamaicanos notáveis[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre a Jamaica é um esboço relacionado ao Projeto América Central. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.