James Akel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
James Akel, 2007

James Akel (São Paulo, 14 de junho de 1953) Jornalista, produtor, comentarista político e escritor brasileiro, além de Conselheiro da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) Regional São Paulo.

Vida Artística[editar | editar código-fonte]

Apareceu pela primeira vez aos 4 anos de idade na TV Tupi, na época Canal 3, no programa “Tamanho não é documento”, dirigido e apresentado por Aurélio Campos, onde durante 6 meses respondeu sobre línguas, história, geografia e outros assuntos. Tornou-se o mais jovem apresentador infantil masculino da televisão quando, aos 6 anos de idade, teve contrato de trabalho regular registrado em outubro de 1959 com a TV Paulista Canal 5 (Organização Victor Costa) atual TV Globo, onde apresentava diariamente, às 18:30 h, o programa “Sessão Zás-Trás”, sob direção de Délio Santos. Também aos 6 anos estreou como ator infantil em 7 de abril de 1960 no programa A Turma dos Sete da TV Record, apresentado às terças e quintas às 19 horas, fazendo o papel de Bebeco e sob a direção de Armando Rosas.[1] Em 1961, este seria o primeiro programa de televisão a ser apresentado ao vivo em rede com a TV Rio. ”.[2][3] Em abril de 1964, com o fim de A Turma dos Sete, passou a fazer parte do elenco infantil da TV Excelsior, participando todos os sábados do programa “Quem quiser que conte outra”, sob a direção de Maria Aparecida Baxter. Em 1970 passou a produzir o programa de TV Infantil “Setinho”, sob a direção de Durval de Souza, na TV Record. Também atuou como dublador dos sete aos doze anos, fazendo dublagem de filmes estrangeiros nos então estúdios da Gravasom e Ibrasom, dublando todas as séries de Guilherme Tell e “Hazel [4]

Atividade Profissional[editar | editar código-fonte]

Por muitos anos, foi comentarista político do programa “Gente que fala”, na Rádio Trianon São Paulo, e realizou a apresentação, produção e direção do programa "Show das Dez" na AllTV [1] de outubro de 2004 a novembro de 2008. Também participou como comentarista na reedição do programa "Aqui Agora" do SBT em março de 2008. Em 1976 editou a revista “Premier”, que durante muito tempo foi vendida em bancas e distribuída em aviões. Em 1982 produziu o espetáculo de teatro "O Grande Líder", de Fernando Jorge, no Teatro Márcia de Windsor.

Desde 2006 tem um blog político [5] e uma coluna de variedades no DCI online [6]. Atualmente realiza assessoria de comunicação e escreve para os sites BDI -Bastidores da Informação, onde tem a coluna sobre política e televisão "James Akel Comenta", desde 2011, Conexão Jornalismo [7] e de notícias da televisão TV Foco.

Em 2014 foi autor e diretor da peça de teatro República das Calcinhas, no Teatro Maria Della Costa, atuando no principal papel.(fonte Folha de S.Paulo)

Em 2015 foi autor e diretor da peça de teatro Democracia Sem Vergonha, no Teatro Ruth Escobar, atuando no principal papel.(fonte Uol).

Escreve o blog www.jamesakel.blog.uol.com.br sobre política e tv.

Obra Literária[editar | editar código-fonte]

É autor do livro "Marketing Hoteleiro com Experiências" (Edicon, 2001), que retrata um pouco da história da hotelaria em São Paulo, o marketing que influenciou o desenvolvimento do setor e as reações geradas pelo perfil psicológico do hóspede-cliente em um contexto de resultado mercadológico. Indicado para estudantes do setor de marketing e hotelaria, investidores, hoteleiros e profissionais ligados à área.

Referências

  1. Revista "São Paulo na TV", de propriedade de Antonio Brusco, publicação de 4 de abril de 1960.
  2. Homepage da Pró-TV – Associação dos Pioneiros, Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira.<http://www.museudatv.com.br/biografias/James%20kel.htm[ligação inativa]>. Visitado em 1 de outubro de 2007.
  3. Gimenez, Jaime. Homepage sobre Seriados/Programas anos 60/70.<http://jaime-gimenez.sites.uol.com.br/PAGINATURMA7.html>. Visitado em 1 de outubro de 2007.
  4. Revista "Melodias - A Revista da mocidade" nr. 57 - publicação de 1962.
  5. http://www.jamesakel.zip.net
  6. http://www.dci.com.br
  7. http://www.conexaojornalismo.com.br

Ligações externas[editar | editar código-fonte]