James Van Allen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
James Van Allen
Nascimento 7 de setembro de 1914
Mount Pleasant
Morte 9 de agosto de 2006 (91 anos)
Iowa City
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação físico, astrônomo, físico nuclear, professor universitário, professor, earth scientist
Prêmios Medalha Elliott Cresson (1961),[1] Medalha William Bowie (1977), Medalha de Ouro da RAS (1978), Medalha Nacional de Ciências (1987), Prêmio Crafoord (1989), Prêmio Vannevar Bush (1991), Prêmio Gerard P. Kuiper (1994)
Empregador Instituto Carnegie, Universidade de Iowa, Applied Physics Laboratory
Campo(s) física
Obras destacadas Cinturão de Van Allen
Causa da morte insuficiência cardíaca

James Alfred Van Allen (Mount Pleasant, 7 de setembro de 1914Iowa City, 9 de agosto de 2006) foi um físico estadunidense.[2]

Professor e diretor do Instituto de Física da Universidade de Iowa desde 1951, conduziu investigações sobre física nuclear, sobre a radiação cósmica e sobre a física atmosférica.

Descobriu a existência de duas zonas de radiação de alta energia que envolvem a Terra, chamadas em sua homenagem cinturões de Van Allen, cuja origem está provavelmente nas interações do vento solar e dos raios cósmicos com os átomos constituintes da atmosfera.

Atuou também nos projetos dos primeiros satélites artificiais dos Estados Unidos e participou nos programas de investigação planetária vinculados às missões da NASA "Apollo", "Mariner" e "Pioneer".

James Van Allen morreu no dia 9 de agosto de 2006, aos 91 anos vítima de insuficiência cardíaca.

Referências

  1. «Laureates» (pdf) (em inglês). The Franklin Institute. Consultado em 1 de julho de 2015. Cópia arquivada em 1 de julho de 2015 
  2. «Morreu James A. Van Allen» 


Precedido por
David Bates e John Gatenby Bolton
Medalha de Ouro da Royal Astronomical Society
1978
com Lyman Spitzer
Sucedido por
Leon Knopoff e Charles Gorrie Wynne


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.