Jardim América (Belo Horizonte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.


Praça Apa - Jardim América.jpg
Zona Urbana
Urbana
Fonte: Não disponível

Jardim América é um bairro da Região Oeste da cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.[1]

História do Bairro[editar | editar código-fonte]

Jardim América

  • Fazenda Goiabeiras dá origem ao Jardim América


O bairro Jardim América, localizado na região Oeste, teve sua origem a partir de uma grande fazenda, a Fazenda das Goiabeiras, de propriedade do senhor Ranieri Migliorini, fazenda esta que fazia divisa com a Fazenda do Cercadinho, com o córrego dos Macacos e com a atual Rua Gávea.

A grande quantidade de jardins e roseiras nos limites da fazenda deram origem ao nome do bairro.

Em 1918, com o falecimento do proprietário, a fazenda foi vendida para os senhores Raimundo Scott e José de Oliveira, que a lotearam, dando-lhe o nome de Vila Jardim América.

Assim nascia um povoado com cerca de 50 famílias, a maioria composta por operários. Essa região ficou estagnada durante muito tempo, sem nenhuma infra-estrutura.

Hoje o bairro é marcado pela forte influência cultural junina. Conta com 3 grupos de quadrilhas, o Mais antigo Forró de Minas, com um acentuado caminho de declínio nos últimos anos. Onde a cada ano veio conquistando posições cada vez piores. Já se apresentou pelo Brasil a fora, como São Paulo, Fortaleza, Brasília, Rio de Janeiro e em diversas cidades do interior mineiro. A Beija Flor de Minas, que foi criada recentemente mas já possui algum espaço no cenário Junino, e um ascendente crescimento e a Pipoca Doce.

Desenvolvimento / Infra-Estrutura[editar | editar código-fonte]

O bairro começou a se desenvolver a partir de 1932, quando recebeu saneamento básico. A iluminação pública chegou em 1953, e neste mesmo ano foi dado início à abertura e encascalhamento das ruas.

Como consequência começaram a circular os primeiros veículos utilizados no transporte público, conhecidos como canarinhos, devido a cor amarela dos mesmos.

Por esta época apareceram também as primeiras escolas.

Ainda na década de 1950, o Jardim América teve os limites territoriais ampliados, principalmente após a criação da Vila Barão Homem de Melo, que hoje responde pela área mais adensada do bairro.

Na década de 1960 as ruas foram calçadas e o bairro recebeu a sua primeira linha regular de ônibus.

A Paróquia de São Jorge foi inaugurada na década de setenta. Antes dela, existia apenas um cruzeiro de madeira, situado em um lote doado. Posteriormente foi construída a Capela São Jorge com recursos da própria população, e só após grandes reivindicações foi construída a referida Paróquia. Atualmente há um curato, São Domingos, sendo formada pela igreja matriz São Domingos, Padre Anchieta, e a Capela Nossa Senhora do Rosário.

Supermercados, farmácias, locadoras de vídeo, açougues e sacolões oferecem aos consumidores quase tudo que eles precisam. Os demais produtos e serviços são buscados em bairros vizinhos, ou centro.

Dados do Bairro[editar | editar código-fonte]

Distância média até o centro: 4 Km

Coordenadas: 19°56'41"S 43°58'24"W

Bairros vizinhos:

  • Nova Suíça (Norte)
  • Havaí (Sul)
  • Estoril (Sudeste)
  • Nova Granada (Leste)
  • Salgado Filho (Oeste)

Bairro[editar | editar código-fonte]

Prédios do bairro.

Jardim América é vizinho do bairro Nova Suíça e, assim como ele, é predominantemente de classe média, tendo suas ruas pouco movimentadas. É relativamente alto, crescendo do leste para oeste. Tem dimensões alongadas no perímetro Norte-Sul e mais estreitas quando Leste-Oeste. O traçado das ruas é uniforme com quarteirões de relativamente mesma área, onde uma das exceções é a Praça Apa.

Praça Apa[editar | editar código-fonte]

Praça Apa.

A Praça Apa é o centro do bairro, dotado dos mais variados tipos de comércio e serviços, sendo um dos mais antigos a "Drogaria Jardim América" que está em funcionamento desde 1970. A praça é cortada pelas Ruas Lindolfo de Azevedo e Garrett. Além da praça, a Rua Gávea também é referência como comércio.

Serviços próximos à praça:[editar | editar código-fonte]

  • Ônibus (linhas 9202 e 4150);
  • Táxi;
  • Padaria;
  • Loja de materiais (civil, mecânico e elétrico);
  • Papelaria;
  • Supermercado;
  • Açougues;
  • Mecânica;
  • Dentista;
  • Salão de beleza;
  • Casa lotérica;
  • Farmácia;
  • Banca de revistas;
  • Auto escola;
  • Restaurante;
  • Sacolão.

Ruas do bairro[editar | editar código-fonte]

  • Curitibanos
  • Corcovado
  • Santos
  • Lindolfo de Azevedo
  • Indiana
  • Guaratuba
  • Gama Cerqueira
  • Açucenas
  • Gávea
  • Jacarepaguá
  • Ômega
  • Bogotá
  • Nossa Senhora do Rosário
  • Garret
  • França
  • Xapuri
  • Jaboticabal
  • Tibiriçá
  • Conselheiro Joaquim Caetano
  • Paulo Arbex
  • Estrada do Cercadinho
  • São Domingos
  • Teófilo Filho
  • Jardim América
  • Prof. Tavares Paes
  • Prof. Arthur Velloso
  • Beta
  • Rita de Jesus

A rua de maior movimento e uso é Lindolfo de Azevedo, podendo-se atribuir ao fato de que é a maior cruzando todo o bairro. Tem seu início no Bairro Nova Suíça num bifurcamento com a rua Desembargador Barcelos.

Transporte Público[editar | editar código-fonte]

O transporte público fornece as seguintes linhas para os moradores:

  • 206 - Circular Oeste
  • 4150 - Shopping Del Rey / BH Shopping
  • 8203 - Renascença / Buritis
  • 9202 - Jardim América / Pompéia
  • 9204 - Santa Efigênia / Estoril

Outras linhas também passam na região, sendo ativas em poucas áreas do bairro, como a linha 2152, a Suplementar 21, entre outras.

Pontos de Referência[editar | editar código-fonte]

Antena telefônica
  • Prédio amarelo e azul
  • Antena telefônica
Prédio amarelo e azul


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bairros de Belo Horizonte (PDF) Pbh.gov.br.
Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.